in

Marinha dos EUA encomenda supercomputador com itens da AMD e Nvidia com 590 TB de RAM

Ele será usado em previsões meteorológicas, como rastreamento de furacões e sua intensidade.

A fabricante de supercomputadores Cray está construindo um supercomputador para a Marinha dos EUA com uma quantidade absurda de RAM e que será embalado com os núcleos Epyc Rome da AMD e as GPUs Volta da Nvidia. Construído na plataforma Shasta, terá um desempenho de 12,8 petaflops, o que o torna um dos 20 supercomputadores mais poderosos do mundo atualmente.

Marinha dos EUA encomenda supercomputador com 590 TB de RAM

O computador Cray Shasta está sendo instalado como parte do Programa de Modernização da Computação de Alto Desempenho do Departamento de Defesa e estará localizado no Navy DSRC no Stennis Space Center, Mississippi. Assim, essa será a primeira máquina do programa a oferecer mais de 10 petaflops.

Como você poderia imaginar, o supercomputador contará com bons hardwares, incluindo 290.304 núcleos de processador AMD Epyc série 7002, 112 GPUs Nvidia Volta V100 e uma interconexão de rede Cray Slingshot de 200 gigabits por segundo. Além disso, haverá uma incrível memória de 590 TB, o que deve ser suficiente para algumas guias do Chrome. Por fim, haverá 14 petabytes de armazenamento utilizável, incluindo 1 PB de SSDs baseados em NVMe.

O sistema, que ficará operacional no início de 2021, será usado para aeronaves, navios e modelagem ambiental. Além disso, ele será usado em previsões meteorológicas, como rastreamento de furacões e sua intensidade.

EUA continua a investir em supercomputação

O contra-almirante John Okon, chefe do Comando de Meteorologia e Oceanografia da Marinha, disse:

O investimento e o aumento no poder de supercomputação no Navy DSRC no Stennis Space Center são absolutamente críticos para a oceanografia naval. Fornecendo futuras atualizações de capacidade para os sistemas globais e regionais de previsão atmosférica e oceânica, vai incluir ainda este ano a primeira capacidade de previsão de sistemas terrestres da Marinha.

A Cray assinou três contratos de computação de alto desempenho com os militares dos EUA no valor de mais de US$ 71 milhões em agosto. Outro supercomputador Cray Shasta foi adquirido pela força aérea dos EUA, enquanto o Laboratório de Pesquisa do Exército (ARL) e o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Engenheiros do Exército dos EUA (ERDC) receberão um supercomputador Cray CS500.

Marinha dos EUA encomenda supercomputador com itens da AMD e Nvidia com 590 TB de RAM
Supercomputadores (como este da IBM mostrado acima) fornecem uma capacidade de processamento gigantesca. Imagem: Reprodução | Tech Spot.

Em novembro do ano passado, o sistema Summit de 148,6 petaflops era o supercomputador mais poderoso do mundo. Possui 4.356 nós, cada um contendo duas CPUs Power9 com 22 núcleos e seis GPUs Nvidia Tesla V100.

Fonte: Tech Spot

Escrito por Leonardo Santana

Profissional da área de manutenção e redes, astrônomo amador, eletrotécnico e apaixonado por TI desde o século passado.