in

Microsoft ajudará a reduzir uso de memória do Google Chrome

Microsoft já contribui para o desenvolvimento do Chromium

Microsoft dá sinal verde para testes do navegador Edge

A ajuda pode vir de onde menos se espera. Após anunciar que migraria seu navegador Edge para o Chromium, a Microsoft ajudará a reduzir o uso de memória do Google Chrome. Não é segredo que o Google Chrome é um recurso importante no Windows, e quanto mais memória no dispositivo, maior o uso do navegador também. E enquanto o Google implementou uma série de mudanças para resolver isso ao longo do tempo, parece que a solução final pode vir de ninguém menos que a Microsoft.

A gigante do software baseada em Redmond tornou-se um dos maiores contribuidores para o projeto Chromium. Em um recente commit, a Microsoft propõe uma maneira muito simples de reduzir o uso de memória.

Isso significa que o Google Chrome não seria o único navegador a se beneficiar dessa atualização, mas todos os navegadores baseados no Chromium, incluindo o próprio Microsoft Edge da Microsoft. A Microsoft iniciou recentemente a migração do navegador Microsoft Edge do EdgeHTML para o Chromium e as versões de visualização só estão disponíveis no Windows 10.

Suporte apenas para o Windows 10

microsoft-poderia-ajudar-a-reduzir-o-uso-de-memoria-do-google-chrome

confirmação, que foi divulgada pelo site WL, aponta para um método que melhoraria o gerenciamento de memória no Windows 10.

Altere o pré-buscador in-proc para carregar o código nas páginas de Imagem e não nas páginas do MapFile para economizar CPU e melhorar o uso de memória, e não fazer nada em compilações de SO que permitem a pré-busca de arquivos maiores. Observe que isso exige a API PreFetchVirtualMemory. Portanto, ainda vamos ler o arquivo como data / MapFile no Win7, explica um engenheiro da Microsoft.

Importante salientar que a Microsoft ajudará a reduzir uso de memória do Google Chrome somente em relação ao Windows 10.

O novo navegador Microsoft Edge baseado no Chromium estará disponível em várias plataformas, inclusive em versões mais antigas do Windows, como o Windows 7. O Edge também vai para o macOS e possivelmente no Linux.

Não é necessário dizer que a melhoria mencionada ainda está no estágio de confirmação. Assim,  pode demorar um pouco para chegar aos navegadores do Chromium. Mas, por enquanto, parece que o envolvimento da Microsoft no desenvolvimento do Chromium já está valendo a pena, não apenas para seus usuários, mas para todos os demais. Então, é esperar para ver se a Microsoft ajudará a reduzir uso de memória do Google Chrome.

Fonte

Written by Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

kwin-lowlatency-um-esforco-para-gerar-menos-latencia-com-a-area-de-trabalho-do-kde

KWin-LowLatency, um esforço para gerar menos latência com a área de trabalho do KDE

vivaldi-2-5-lancado-como-o-primeiro-navegador-com-integracao-razer-chroma

Vivaldi 2.5 foi lançado como o primeiro navegador com integração Razer Chroma