Notícias

20/10/2021 às 10:00

6 min leitura

Avatar Autor
Por Claylson Martins

Microsoft alerta administradores de sistema para atualizar o PowerShell 7 para corrigir a falha que expõe credenciais no Linux

As melhores ofertas de software da Black Friday 2021: obtenha o Windows 10 Pro por 11€ e atualize para o Windows 11 Pro gratuitamente!

A Microsoft emitiu um alerta severo aos administradores de sistema, avisando sobre a importância de atualizar o PowerShell 7 o mais rápido possível. É que as versões anteriores ao PowerShell 7.0.8 e PowerShell 7.1.5 são vulneráveis a uma falha de divulgação de informações do .NET Core que está sendo rastreada como CVE-2021-41355. Microsoft alerta administradores de sistema para atualizar o PowerShell 7 para corrigir a falha que expõe credenciais no Linux.

Há um certo grau de urgência na atualização para uma versão não vulnerável do PowerShell, pois a falha pode expor as credenciais em texto simples no Linux.

Microsoft alerta administradores de sistema para atualizar o PowerShell 7 para corrigir a falha que expõe credenciais no Linux

Os administradores de sistema são aconselhados a verificar qual versão do PowerShell eles têm instalado atualmente usando o comando pwsh -v.

Descrevendo a falha, a Microsoft diz:

A Microsoft está lançando este comunicado de segurança para fornecer informações sobre uma vulnerabilidade no .NET. Este comunicado também fornece orientação sobre o que os desenvolvedores podem fazer para atualizar seus aplicativos para remover esta vulnerabilidade.

Existe uma vulnerabilidade de divulgação de informações em .NET, onde System.DirectoryServices.Protocols.LdapConnection pode enviar credenciais em texto simples em sistemas operacionais não Windows.

Em outra postagem, a Microsoft menciona especificamente o Linux como o sistema operacional não-Windows.

Parallels Desktop 17.1 ganha suporte total para Windows 11 virtualizado e macOS Monterey

Microsoft alerta administradores de sistema para atualizar o PowerShell 7 para corrigir a falha que expõe credenciais no Linux

Os usuários da ferramenta de vitualização Parallels Desktop precisam instalar uma grande atualização que traz mudanças importantes no Windows e no macOS.

Agora há suporte completo para a execução de instância virtualizada do Windows 11, graças a uma mudança na forma como o TPM é tratado. O Parallels Desktop 17.1 também oferece suporte ao macOS Monterey como sistema operacional host e melhorou a experiência de execução de máquinas virtuais Monterey em chips Apple M1.

Embora o suporte TPM não seja novo no Parallels Desktop 17.1, esta versão atualizada habilita automaticamente o suporte, então não há necessidade de ligá-lo manualmente. À primeira vista, esta é uma mudança pequena, mas é importante pois simplifica a experiência do usuário.

Há boas notícias para quem usa o macOS como host ou sistema operacional virtualizado, como o Parallels explica em uma postagem do blog:

Agora, os usuários do Parallels Desktop 17.1 podem instalar o Parallels Tools em um macOS Monterey VM no Apple M1 Mac e usar o recurso integrado Copiar e colar entre o VM e o macOS primário. Além disso, o tamanho do disco da máquina virtual padrão aumenta de 32 GB para 64 GB. 

Os jogadores também podem esperar jogar mais títulos, graças a uma lista crescente de jogos com suporte no Windows. Os jogadores do Linux também podem tirar proveito dos gráficos 3D acelerados no Linux via VirGL no Virtio GPU, que agora está habilitado por padrão.

Você pode descobrir mais e baixar uma versão gratuita do Parallels Desktop aqui.

Via Betanews

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.

Últimos artigos

Newsletter

Receba nossas atualizações!

Newsletter

Receba nossas atualizações!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
×