in

Microsoft Solitaire completa 30 anos, conheça o motivo real da criação do jogo!

Apesar de completar 30 anos de existência, o jogo ainda hoje, é aberto por milhares de pessoas ao redor do mundo!

microsoft-solitaire-completa-30-anos-conheca-o-motivo-real-da-criacao-do-jogo

Microsoft Solitaire ou paciência como é popularmente conhecido completou 30 anos. E apenas do tempo ter passado o jogo ainda bate recordes mensalmente, segundo a Microsoft o game é aberto mensalmente por pelo menos 35 milhões de pessoas, e este número está longe de diminuir. Com isso mais de 200 países e regiões abrem o jogo, e o número de rodadas surpreende, são mais de 100 milhões de rodadas mensais.

Desta forma, cada pessoa deve jogar por pelo menos 3 vezes o Microsoft Solitaire (paciência). O primeiro sistema que lançou o popular game foi o Windows 3.0, e deu tão certo que ele foi mantido em versões posteriores do Microsoft Windows. No entanto, ao invés de ser adicionado ao menu de jogos ou games, o Microsoft Solitaire sempre ficou no item acessórios, mas há um motivo.

O jogo manteve a classificação de acessórios de 1990 até 2009, com o Windows 7.  A partir daí a Microsoft entendeu que o jogo era mesmo o queridinho de muitos, especialmente nos escritórios e até nas aulas de informática. No entanto, com o lançamento do Windows 8 em 2012, o “Microsoft Solitaire” deixou de ser um software pré-instalado no sistema e lançou uma versão móvel para sistemas iOS e Android, enfrentando uma nova geração de jogadores.

E assim, quando os jogadores ganhavam a partida as cartas caíam causando um hipnotizador efeito de cachoeira e era isso que certamente faziam as pessoas jogarem novamente.

microsoft-solitaire-completa-30-anos-conheca-o-motivo-real-da-criacao-do-jogo

Qual o motivo real da criação do Microsoft Solitaire ou paciência pela Microsoft?

O que muitos não sabem é que o Microsoft Solitaire ou paciência nunca foi tido pela Microsoft como um jogo, mas um software para treinamento. Segundo informações passadas à CNN pela Microsoft, a ideia do jogo era mesmo treinar os usuários para ganharem habilidades com o mouse. O jogo foi desenvolvido pelo We Cherry para Microsoft.

Ainda segundo a entrevista dada à CNN, a ideia era tornar o Windows menos chato. Dito isso, a Microsoft, na década de 1990, estava na transição do DOS para a interface gráfica do Windows. Por tanto, era importante para empresa treinar os seus usuários para o novo momento do sistema, tendo em vista que antes era necessário utilizar o teclado para controlar os computadores por linha de comando. Sendo assim, a novidade do momento era mesmo o uso do mouse que inclusive foi uma das jogadas de marketing da empresa.

Naquela época, para os consumidores, o mouse era um novo design que nunca havia sido usado. Nesse momento, para permitir que os usuários de PC aprendessem rapidamente, com base no Klondike, criamos o “Microsoft Solitaire” com o qual agora estamos familiarizados. A operação “arrastar, puxar, arrastar” do cursor do mouse é o centro do jogo, e o “Air Solitaire” nunca saiu do sistema da Microsoft desde então circula até hoje.

Microsoft Solitaire e o Boss Mode

Há outra coisa interessante sobre o desenvolvimento do “Microsoft Solitaire”: Wes Chely introduziu o “Boss Mode” no “Microsoft Solitaire”, usando uma interface de documento falsa para enganar o chefe e os colegas e encobrir o comportamento de tocar o peixe do jogador. A função é semelhante à “tecla do chefe” geralmente encontrada no software de entretenimento de computador. No entanto, a Microsoft pediu a Wes Chely para remover o modo de chefe do jogo antes de ser lançado.

A quem diga que o modo chefe nunca foi removido completamente, e que este mesmo recurso já salvou muitos empregos nos últimos 14 anos nos EUA. Mas nem todo mundo teve a mesma sorte, inclusive já houve uma demissão no setor público de Nova York, o Michael Bloomberg foi expulso por ter sido pego jogando, confira:

microsoft-solitaire-completa-30-anos-conheca-o-motivo-real-da-criacao-do-jogoE não tem mais, em maio de 2019 o Microsoft Solitaire foi oficialmente selecionado para o Hall da Fama do mundo do Videogame. E apenas por curiosidade outros jogos saudosos também entraram com o nosso paciência o “Reality Express”, “Super Mario Racing” e “Huge Cave Adventure”.

Assim, “Microsoft Solitaire”, “Tomb Raider”, “Grand Theft Auto”, “Tetris” e outros jogos clássicos são justapostos. De acordo com a introdução, ao selecionar o jogo do Hall of Fame, os membros do júri devem considerar o status da marca e se é amplamente conhecido. Se ainda é popular ao longo do tempo, ou mesmo o impacto dos jogos na sociedade e em outros videogames.

E por fim, não menos importante, confira abaixo o jogo rodando no ano de 1990 no Microsoft Windows 3.0:

Com informações da Microsoft, Xbox Live, SomagNews e CNN.

Escrito por Emanuel Negromonte

Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.