in

Mozilla cria COVID-19 Solutions Fund

Financiamento vai ajudar projetos de hardware e software.

Mozilla começa a financiar projetos de tecnologia de código aberto para coronavírus

A Mozilla anunciou a criação de um fundo de US$ 50.000 através do seu programa Mozilla Open Source Support (MOSS) que é chamado de COVID-19 Solutions Fund. Objetivo é incentivar as pessoas a desenvolver projetos de tecnologia de código aberto que ajudem a combater a pandemia do COVID-19 de alguma forma. A empresa disse que geralmente procura financiar projetos razoavelmente maduros que possam implantar imediatamente o financiamento. Portanto, a Mozilla cria um fundo para combate à Covid-19.

Como exemplo do tipo de projeto que a Mozilla está procurando, apontou para um ventilador de código aberto desenvolvido pelo Centro de Tecnologias de Segurança, Simulação e Aprendizagem Avançada da Universidade da Flórida. A empresa disse acreditar que existem muitos outros projetos que ajudarão na luta contra o COVID-19 e deseja financiar.

O Programa MOSS foi criado em 2015 e amplia o acesso, aumenta a segurança e capacita os usuários, fornecendo financiamento aos projetos tecnológicos de código aberto.

Mozilla cria COVID-19 Solutions Fund para projetos de hardware e software

Como parte do COVID-19 Solutions Fund, aceitaremos aplicativos que são hardware (por exemplo, um ventilador de código aberto), software (por exemplo, uma plataforma que conecta hospitais com pessoas que possuem impressoras 3D que podem imprimir peças para esse ventilador de código aberto ), bem como software que resolve efeitos secundários do COVID-19 (por exemplo, um plug-in de navegador que combate informações erradas relacionadas ao COVID).

Mozilla cria COVID-19 Solutions Fund

Além de projetos de hardware, a Mozilla também financiará projetos de software. Alguns exemplos de software fornecidos incluem uma plataforma para conectar hospitais a pessoas que possuem impressoras 3D. Assim,  podem imprimir peças para o ventilador de código aberto ou um plug-in de navegador que ajuda os usuários a reconhecer desinformação on-line relacionada ao coronavírus.

Aqueles que desejam se inscrever devem enviar suas propostas on-line. Os candidatos podem estar em qualquer lugar do mundo. No entanto, devem ter um projeto acessível ao público sob uma licença de software livre de acordo com a FSF. Também poderá ser uma licença de código aberto de acordo com a OSI. Do mesmo modo, os premiados devem usar todos os fundos dentro de três meses após a conquista do prêmio.

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.