in

Navegador Web Tor 9.0 já está disponível, confira as novidades

As ramificações ESR do Firefox 68 foram migradas.

Navegador Web Tor 9.0 já está disponível, confira as novidades

Após cinco meses de desenvolvimento, uma nova versão do navegador Web Tor 9.0 foi publicada, com o objetivo de garantir o anonimato, a segurança e a privacidade.

Pois, todo o tráfego para o navegador Tor é enviado apenas através da rede Tor e é impossível acessar diretamente através da conexão de rede regular do sistema atual, o que não permite rastrear o IP real do usuário.

Ele fornece proteção adicional, o pacote inclui o plug-in HTTPS Everywhere, que permite que a criptografia de tráfego seja usada em todos os sites sempre que possível.

Para reduzir a ameaça de ataques com JavaScript e bloquear complementos por padrão, o complemento NoScript está incluído.

Além disso, para combater o bloqueio e a inspeção de tráfego no navegador Web Tor, fteproxy e obfs4proxy são usados.

Principais novidades do navegador Web Tor 9.0

Então, nesta nova versão do navegador, a nova versão significativa do Tor 0.4.1 e as ramificações ESR do Firefox 68 foram migradas.

Na interface do navegador, o botão “Cebola” foi removido do painel. As funções de visualizar a rota de tráfego através da rede Tor e solicitar uma nova cadeia de nós usada para encaminhar o tráfego para o Tor estão agora disponíveis através do botão “(i)” no início da barra de endereço.

O botão “Nova identidade” foi movido para o painel, através do qual você pode redefinir rapidamente as configurações que os sites podem usar para identificar o usuário de maneira secreta (alterando o IP, configurando uma nova cadeia, limpando o conteúdo do cache e armazenamento interno, fechando todas as guias e janelas).

Visto que, um link também é adicionado para alterar as identidades no menu principal, juntamente com um link para solicitar uma nova cadeia de nós.

No Tor 9.0, também podemos encontrar a inclusão da técnica de bloqueio de identificação “letterboxing”. Assim, isso adiciona recuos em cada guia entre o quadro da janela e o conteúdo exibido para impedir que ele se ajuste ao tamanho da área visível.

No entanto, o recuo é adicionado com o cálculo de aumentar a resolução para um múltiplo de 128 e 100 pixels na horizontal e na vertical.

Outros destaques

Navegador Web Tor 9.0 já está disponível, confira as novidades

Caso o usuário altere o tamanho da janela, o tamanho da área visível se tornará um fator suficiente para identificar diferentes guias em uma janela do navegador.

Os complementos Torbutton e Tor Launcher são integrados diretamente ao navegador e não são mais exibidos na página about:addons. As configurações de conexão específicas do Tor através de nós de ponte e proxies foram transferidas para as configurações padrão do navegador (about:preferences#tor).

Mesmo quando é necessário evitar a censura onde o Tor está bloqueado, através do configurador regular, você pode solicitar uma lista de nós de ponte ou especificar nós de ponte manualmente.

Entretanto, a escolha dos níveis de segurança “mais seguros” agora desativa o asm.js por padrão.

Adicionado suporte para nós de ponte baseados em “meek_lite“, que simplifica a conexão com o Tor em países com censura estrita (o encaminhamento é usado por meio da plataforma em nuvem do Microsoft Azure).

Por outro lado, na versão Android, o suporte ao navegador para Android 10 e a capacidade de criar versão x86_64 foi adicionado (anteriormente apenas a arquitetura ARM era suportada).

Em suma, se você quiser saber mais detalhes desta nova versão 9.0 do navegador Web Tor, verifique esse link.

Via: Desde Linux

Escrito por Fabiano Rodrigues

Usuário de Linux desde o Kurumin; servidor público, tecnólogo em análise e desenvolvimento de sistemas, amante de software livre e de código aberto; apaixonado por jogos, louco por rock e heavy metal, filmes e seriados.

Ferramenta de limpeza de sistemas BleachBit 3.0 foi lançada

Confirmado: epidemia de coronavírus atrasa lançamento do Deepin 20

Deepin Linux 20 é matéria na Forbes!