Navegador Web Tor 9.0 já está disponível, confira as novidades

Após cinco meses de desenvolvimento, uma nova versão do navegador Web Tor 9.0 foi publicada, com o objetivo de garantir o anonimato, a segurança e a privacidade.

Pois, todo o tráfego para o navegador Tor é enviado apenas através da rede Tor e é impossível acessar diretamente através da conexão de rede regular do sistema atual, o que não permite rastrear o IP real do usuário.

Ele fornece proteção adicional, o pacote inclui o plug-in HTTPS Everywhere, que permite que a criptografia de tráfego seja usada em todos os sites sempre que possível.

Para reduzir a ameaça de ataques com JavaScript e bloquear complementos por padrão, o complemento NoScript está incluído.

Além disso, para combater o bloqueio e a inspeção de tráfego no navegador Web Tor, fteproxy e obfs4proxy são usados.

Principais novidades do navegador Web Tor 9.0

Então, nesta nova versão do navegador, a nova versão significativa do Tor 0.4.1 e as ramificações ESR do Firefox 68 foram migradas.

Na interface do navegador, o botão “Cebola” foi removido do painel. As funções de visualizar a rota de tráfego através da rede Tor e solicitar uma nova cadeia de nós usada para encaminhar o tráfego para o Tor estão agora disponíveis através do botão “(i)” no início da barra de endereço.

O botão “Nova identidade” foi movido para o painel, através do qual você pode redefinir rapidamente as configurações que os sites podem usar para identificar o usuário de maneira secreta (alterando o IP, configurando uma nova cadeia, limpando o conteúdo do cache e armazenamento interno, fechando todas as guias e janelas).

Visto que, um link também é adicionado para alterar as identidades no menu principal, juntamente com um link para solicitar uma nova cadeia de nós.

No Tor 9.0, também podemos encontrar a inclusão da técnica de bloqueio de identificação “letterboxing”. Assim, isso adiciona recuos em cada guia entre o quadro da janela e o conteúdo exibido para impedir que ele se ajuste ao tamanho da área visível.

No entanto, o recuo é adicionado com o cálculo de aumentar a resolução para um múltiplo de 128 e 100 pixels na horizontal e na vertical.

Outros destaques

Navegador Web Tor 9.0 já está disponível, confira as novidades

Caso o usuário altere o tamanho da janela, o tamanho da área visível se tornará um fator suficiente para identificar diferentes guias em uma janela do navegador.

Os complementos Torbutton e Tor Launcher são integrados diretamente ao navegador e não são mais exibidos na página about:addons. As configurações de conexão específicas do Tor através de nós de ponte e proxies foram transferidas para as configurações padrão do navegador (about:preferences#tor).

Mesmo quando é necessário evitar a censura onde o Tor está bloqueado, através do configurador regular, você pode solicitar uma lista de nós de ponte ou especificar nós de ponte manualmente.

Entretanto, a escolha dos níveis de segurança “mais seguros” agora desativa o asm.js por padrão.

Adicionado suporte para nós de ponte baseados em “meek_lite“, que simplifica a conexão com o Tor em países com censura estrita (o encaminhamento é usado por meio da plataforma em nuvem do Microsoft Azure).

Por outro lado, na versão Android, o suporte ao navegador para Android 10 e a capacidade de criar versão x86_64 foi adicionado (anteriormente apenas a arquitetura ARM era suportada).

Em suma, se você quiser saber mais detalhes desta nova versão 9.0 do navegador Web Tor, verifique esse link.

Via: Desde Linux

Artigos recentes

Artigos relacionados