in

Network Security Toolkit lançado com o Kernel 5.6.15-300

Sistema tem como base o Fedora 32

Baseado no Fedora 32, acaba de ser lançado o sistema operacional live Network Security Toolkit 32-11992 e ele chega com o Kernel 5.6.15-300. Também conhecido como NST, o sistema é projetado para analisar a segurança da rede e monitorar seu funcionamento. Por isso, conta com uma série de ferramentas com esta finalidade:

  • Wireshark;
  • NTop;
  • Nessus;
  • Snort;
  • NMap;
  • Kismet;
  • TcpTrack;
  • Etherape;
  • nsttracroute;
  • Ettercap; 
  • monitor de banda larga de interface de rede;
  • um scanner de segmento de rede ARP;
  • um controlador de sessão para VNC;
  • servidor de terminal baseado no gerenciamento do WPA PSK e no monitoramento minicom de porta serial.

Para desenvolvedores da web, também há um console JavaScript que contém uma biblioteca de objetos com funções que ajudam no desenvolvimento de páginas da web dinâmicas. Muitas tarefas que podem ser executadas no HSM estão disponíveis através de uma interface do usuário chamada HSR GUI.

Para gerenciar o processo de verificação de segurança e a automação de chamadas de vários utilitários, uma interface da web especial foi preparada. Ela também é responsável por integrar uma interface da web para o analisador de rede Wireshark, além do ambiente gráfico da distribuição baseada em FluxBox.

 

O que há de novo no Network Security Toolkit 32-11992 lançado com o Kernel 5.6.15-300?

Network Security Toolkit lançado com o Kernel 5.6.15-300

Nesta nova versão da distribuição, a base está sincronizada com o Fedora 32. Além disso, como informado no título, vem com o Kernel 5.6, juntamente com as atualizações para as últimas versões fornecidas como parte do aplicativo.

Quanto às alterações destacadas nesta nova versão do Network Security Toolkit 32-11992, uma página foi adicionada à interface da Web NST WUI para exibir as estatísticas do Wireshark tshark, que fornece informações sobre a troca de dados entre dois hosts selecionado.

Além disso, é possível filtrar o tráfego por tipo e personalizar os campos exibidos. Os resultados são fornecidos em forma de tabela, que pode ser analisada nos widgets NST Network Tools.

O componente de monitoramento de largura de banda da interface de rede, NST Network Interface Bandwidth Monitor, foi atualizado para incluir suporte para acessar dados através do WebSocket. Assim, deve melhorar a eficiência da transferência de dados, além de adicionar um novo widget de rastreamento de pico de carga.

Uma página foi adicionada à interface baseada na Web para rápida verificação de diretório usando o utilitário Dirble integrado à lista de palavras gerada no CeWL.

Das outras mudanças que se destacam nesta nova versão:

  • O aplicativo mtraceroute (Multi-Traceroute) faz parte do projeto principal do Scapy.
  • A estrutura inclui o aplicativo fwknop com a implementação do esquema de autorização do SPA.
  • Uma nova página para o MeshCommander foi adicionada à interface da Web: aplicativos de controle remoto com o Intel AMT Remote Management;
  • Aplicativo integrado Dump1090 para rastrear os movimentos da aeronave com base na recepção do sinal dos transmissores ADS-B Mode S.
  • A interface da web possui uma página para cortar e dimensionar imagens (usando o Cropper.js).

Baixar

Para aqueles interessados em poder testar essa distribuição, eles poderão obter a imagem iso do sistema , disponível apenas na arquitetura x86_64 e com tamanho de 4,1 GBno link a seguir. Como mencionado, a distribuição foi projetada para funcionar no modo live, embora também possa ser instalada do mesmo modo que o Fedora. Além disso, um repositório especial foi preparado para os usuários do Fedora, o que permite instalar todos os desenvolvimentos criados pelo projeto NST em um sistema já instalado.