in

NOAA encomenda supercomputadores equipados com 327.680 núcleos Zen 2 da AMD e 1,3 petabytes de memória

A previsão do tempo requer muita energia.

Cientistas precisam do seu poder computacional para encontrar uma cura para o coronavírus
Imagem: Reprodução | Tech Spot.

A Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos, conhecida pela sigla NOAA, anunciou planos para atualizar seus supercomputadores. O programa de 10 anos e US$ 505,2 milhões do NOAA envolve a compra de dois sistemas Cray equipados com AMD que terão um desempenho combinado de cerca de 40 petaflops, o que os colocaria entre os 25 principais supercomputadores mais poderosos do mundo.

NOAA encomenda supercomputadores equipados com núcleos AMD

Os novos sistemas triplicarão a capacidade operacional de supercomputação da agência para previsão do tempo. Cada máquina Cray Shasta idêntica possui 2.560 nós de soquete duplo (alojados em 10 gabinetes) alimentados pelos processadores de segunda geração AMD Epyc Rome de 64 núcleos 7742, conectados pela rede Slingshot da Cray. Isso equivale a 327.680 núcleos Zen 2 para os clusters.

Cada computador possui incríveis 1,3 petabytes de memória do sistema. Além disso, os sistemas ClusterStor da Cray fornecem 26 petabytes de armazenamento por site. Ainda mais, cada um tem 614 terabytes de armazenamento flash, enquanto dois sistemas de arquivos HDD armazenam 12,5 petabytes (perfeitos para a sua biblioteca Steam).

NOAA encomenda supercomputadores equipados com 327.680 núcleos Zen 2 da AMD e 1,3 petabytes de memória
Os sistemas serão usados para rastreamento de furacões, entre outras coisas. Imagem: Reprodução | Tech Spot.

Cada sistema tem um desempenho teórico máximo de 12 petaflops. Além disso, combinado com as máquinas de pesquisa e desenvolvimento da NOAA, o desempenho teórico máximo total é de 40 petaflops.

EUA quer a vanguarda novamente

Definidas para instalação em 2022, as máquinas, localizadas em Manassas, na Virgínia e Phoenix, no Arizona, se revezarão atuando como sistemas primário e de backup. Neil Jacobs, PhD e administrador interino da NOAA, disse:

Estamos comprometidos em colocar os Estados Unidos de volta ao topo com as melhores previsões do tempo, alimentadas pelos supercomputadores mais rápidos e pelos modelos climáticos de classe mundial.

Dessa maneira, o novo Crays substituirá oito máquinas menores, que incluem os sistemas IBM e Dell mais antigos, juntamente com um par de XC40s da Cray. A General Dynamics Information Technology (GDIT) substituirá a IBM na administração dos centros operacionais da NOAA em 2022. O contrato de oito anos da GDIT vale US$ 505,2 milhões e vem com um período de renovação opcional de dois anos.

Além disso, no início deste mês, a Marinha dos EUA encomendou um supercomputador com AMD Epyc Rome e Nvidia Volta com 590 TB de RAM.

Fonte: Tech Spot

Escrito por Leonardo Santana

Profissional da área de manutenção e redes, astrônomo amador, eletrotécnico e apaixonado por TI desde o século passado.

Lançada linguagem de programação Go 1.14

Lançada linguagem de programação Go 1.14

Espera-se que o telefone Android da Microsoft seja lançado este ano

Vídeo vazado da Microsoft revela novos recursos de seu telefone Surface Duo com Android