in

Nova linguagem de programação Nim é lançada

Ela tem forte inspiração no Python.

Nova linguagem de programação Nim é lançada

Lançada nova linguagem de programação Nim, inspirada em Python. O Nim versão 1.0 promete aos desenvolvedores uma base estável para código que versões futuras não quebrarão. Nim é uma linguagem de programa estaticamente tipificada que se baseia em conceitos de linguagens como Modula-3, Delphi, Ada, C ++, Python, Lisp e Oberon. No entanto, como é uma linguagem de programação compilada com um sistema de tipo estático, ela também foi comparada ao Rust, C ++ e Go.

Nova linguagem de programação Nim é lançada com compatibilidade para os principais sistemas operacionais

Nova linguagem de programação Nim é lançada

O compilador Nim pode gerar executáveis para distribuição nos sistemas Windows, Linux, BSD e macOS. Também compila para C, C ++ e JavaScript.  

O Nim possui amplo suporte ao editor, que inclui o editor nativo do Nim, Aporia, Visual Studio Code, Emacs e Vim.

Como anunciado anteriormente, o Nim 1.0 pretende ser a versão estável suportada a longo prazo.Assim, ele só recebe correções de bugs e novos recursos no futuro, desde que não quebrem a compatibilidade com versões anteriores. No entanto, essa garantia não se estende à correção de vulnerabilidades graves de segurança, que podem quebrar o código.

Com a palavra, o criador

A linguagem de programação Nim não é nova. Ela surgiu em 2008 pelas mãos do programador alemão Andreas Rumpf, que usa o nome Araq no IRC e no GitHub.

Como ele explica em um post no blog, o objetivo inicial do Nim era como uma “linguagem pequena e simples” que compila em C e não deveria ter mais que 20.000 linhas de código. Seria necessário um sistema macro para preencher as lacunas de recursos no núcleo pequeno.

Hoje, contudo, o compilador e a biblioteca padrão usam cerca de 140.000 linhas de código.

Embora a linguagem não seja tão pequena quanto eu gostaria, a metaprogramação não pode substituir todos os elementos que uma linguagem moderna precisa ter, observou Rumpf. 

Com a versão 1.0 lançada, o próximo foco de Rumpf para o Nim será melhorar as ferramentas do desenvolvedor, como o Nimsuggest. Este é um mecanismo de conclusão para vários editores de código, o gerenciador de pacotes Nimble e a ferramenta de formatação de código-fonte Nimpretty.

Considero a ‘recompilação incremental’ (IC) o próximo grande marco para o compilador Nim. O IC acelerará ainda mais os tempos de compilação já rápidos do Nim e armazenará em cache os resultados de expansões de macro e outras construções, observou ele. 

Pacotes e mais pacotes

De acordo com os desenvolvedores do Nim, em agosto, havia mais de 1.000 pacotes disponíveis para o Nim. Além disso, o grupo espera atrair mais no futuro.

Houve algum interesse no lançamento do Nim 1.0 no Hacker News, onde um colaborador do Nim ofereceu um detalhamento de suas origens, classificação e uso.

Embora o Nim possa ser usado para escrever um kernel, ele também pode ser executado em microcontroladores e outros sistemas incorporados. E como é compilado em JavaScript, também pode ser usado para sites ou para criar jogos e aplicativos.

Fonte: ZDNet

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Purism atualiza informações sobre o envio do Librem 5

Purism começa a enviar o primeiro Librem 5 Smartphones

Google vence caso do direito de ser esquecido

Google vence caso do direito de ser esquecido