in

Nvidia faz parceria com a TSMC para a produção de Ampere de 7 nm

A capacidade de produção que a Nvidia conquistou será de alto volume.

O Guru3D relata que a Nvidia já está planejando transferir grande parte da carga de trabalho para a TSMC. A mudança está prevista para entrar em vigor em 2021 e pode significar a tão esperada chegada do Ampere de 7 nm.

A capacidade de produção que a Nvidia conquistou na TSMC será de “alto volume”, o que pode ser uma boa notícia para os consumidores que estão tendo dificuldade em colocar as mãos nos produtos mais recentes da Nvidia.

Nvidia faz parceria com a TSMC para a produção de Ampere de 7 nm

Não sabemos precisamente quando em 2021 a Nvidia espera dar o pontapé inicial com a TSMC, nem sabemos quais produtos serão desenvolvidos em 7 nm. Ainda assim, podemos esperar mais detalhes nos próximos meses.

Nvidia faz parceria com a TSMC para a produção de Ampere de 7 nm
A mudança está prevista para entrar em vigor em 2021 e pode significar a tão esperada chegada do Ampere de 7 nm.

A TSMC (Taiwan Semiconductor Manufacturing Company) anunciou que já produziu mais de um bilhão de chips de 7 nm. A TSMC observa que isso representa o número de chips de 7 nm funcionais e sem defeitos produzidos desde que a tecnologia entrou em produção em abril de 2018.

Com cada chip embalando mais de um bilhão de transistores, isso equivale a um total de um quintilhão de transistores de 7 nm! Os chips de 7 nm acabam em mais de 100 produtos de dezenas de clientes, incluindo AMD, Apple e Qualcomm.

A AMD deve se tornar o maior cliente da TSMC neste ano, com sua arquitetura Zen 2, enquanto o Zen 3 deverá usar um nó MOSFET de 7 nm aprimorado. As próximas GPUs Big Navi também usam o processo de fabricação de 7 nm, assim como as placas atuais da AMD.

Por fim, caso queira ler mais matérias sobre hardware e ficar atualizado com as novidades do mundo da tecnologia, acompanhe as matérias no canal do Sempre Update no Telegram.

Fonte: Tech Spot

TSMC aumentará sua capacidade de produção de 3 nm

TSMC construirá um centro com 8000 engenheiros para seu processo de 2 nm