in

O Firefox 66 reduzirá uso e memória em extensões

Firefox 66 bloqueia som em reprodução automática de vídeo

A Mozilla informou que vai introduzir uma série de mudanças específicas no Firefox 66 para reduzir o consumo de memória do navegador e melhorar o desempenho dos complementos. Especificamente, a nova versão do Firefox exigirá que os desenvolvedores de extensões abandonem o JSON e usem o IndexedDB como back-end para armazenamento local. Esse trabalho será feito automaticamente ao migrar para o Firefox 66 sem a intervenção de um desenvolvedor ou usuário final. Confira neste post que o O Firefox 66 reduzirá uso e memória em extensões.

Posteriormente, o gerente de produtos Mike Conca, notificou que: 
Essa mudança é completamente transparente para os desenvolvedores de extensões – você não precisa fazer nada para aproveitar essa melhoria. Quando os usuários atualizam para o Firefox 66, o arquivo JSON de armazenamento local é silenciosamente migrado para o IndexedDB. Todas as extensões que usam a API storage.local () percebem imediatamente os benefícios, especialmente se armazenarem pequenas alterações em estruturas grandes, como é o caso dos bloqueadores de anúncios, o tipo de extensão mais comum e popular usado no Firefox.” finalizou o gerente da Mozilla.

Alguns dos destaques incluem:

  • Menos uso de memória quando as extensões carregam objetos do armazenamento na memória;
  • A página “Gerenciar atalhos de extensão” agora usa um ícone padrão se nenhum ícone foi incluído no arquivo de manifesto;
  • Corrigido um caso em que a API window.close () não estava fechando adequadamente os popups da extensão do navegador;
  • As portas de extensão não são mais desconectadas ao alternar as guias no modo de design responsivo;
  • A proteção de rastreamento de desvio agora funciona para domínios listados como permissões de host quando esses domínios são usados como iframes em uma página de extensão.
  • O prompt de permissões não aparece mais quando as permissões de host recém-adicionadas são um subconjunto de permissões de host que já foram concedidas.
  • A API webRequest agora lançará um erro se você tentar usá-lo no modo de bloqueio sem declarar a permissão webRequestBlocking;
  • Os itens de menu de contexto de marcadores, adicionados no Firefox 59, agora também aparecem na barra lateral de marcadores e na janela da biblioteca;
  •   Arquivos sem um ícone padrão especificado agora geram um erro;
  •   O Firefox não emite mais um aviso quando a propriedade de manifesto `background.persistent` é definida como` true`.

Escrito por Fábio Trentino

Formado em Gestão em Tecnologia da Informação.
Entusiasta por projetos FOSS e por Cybersegurança.

Como corrigir pacotes quebrados no Ubuntu

Como corrigir pacotes quebrados no Ubuntu

Kaspersky revela aumento de 13% em atques DDoS

Kaspersky revela diminuição em ataques DDoS