in

OneWeb, concorrente da SpaceX, prepara satélites de internet para lançamento

Em 6 de fevereiro, a OneWeb lançará 34 satélites em órbita a partir do Baikonur Cosmodrome no Cazaquistão.

OneWeb, concorrente da SpaceX, prepara satélites de internet para lançamento
OneWeb se prepara para lançar sua primeira série regular de microssatélites em órbita. Imagem: Reprodução | Venture Beat.

A OneWeb, uma startup com forte financiamento que se propõe a criar uma constelação de satélites de internet para fornecer banda larga a partir do espaço, está finalmente se preparando para o primeiro de uma série de lançamentos mensais regulares ao longo de 2020 e além.

A empresa com sede em Londres, fundada em 2012, é uma das várias organizações que lutam para comercializar a órbita terrestre baixa (LEO) através do fornecimento de internet de alta velocidade, semelhante à fibra, a partir de mais de 600 satélites. Embora a infraestrutura ajude as empresas de telecomunicações e internet a estender sua cobertura a áreas difíceis de alcançar, também garante cobertura sempre ativa durante desastres naturais e permitirá novas tecnologias que estão surgindo.

OneWeb prepara satélites de internet

A OneWeb lançou 6 microssatélites em fevereiro passado. Essa incursão inicial lançou as bases para seus primeiros lançamentos verdadeiros, originalmente programados para dezembro. O prazo auto-imposto caiu para meados do final de janeiro, mas agora a empresa confirmou o grande dia para o início de fevereiro.

OneWeb, concorrente da SpaceX, prepara satélites de internet para lançamento
Imagem: OneWeb.

Às 21h42 (GMT) de 6 de fevereiro, a OneWeb lançará 34 satélites em órbita a partir do Baikonur Cosmodrome no Cazaquistão, inaugurando o que chama de uma das “maiores campanhas civis de lançamento de satélites da história”. Todos os satélites são fabricados pela OneWeb Satellites, uma joint venture entre a OneWeb e a Airbus Defense and Space. Existem planos para lançar 648 satélites para o espaço até 2021. No entanto, esse número pode aumentar significativamente se um pedido à Federal Communications Commission (FCC) dos EUA der frutos.

Ártico

A OneWeb já deu uma olhada nos tipos de serviços que sua infraestrutura permitirá. Em setembro, revelou que seu primeiro serviço comercial será voltado para a região do Ártico. Quando ficar operacional, a OneWeb promete 375 Gbps de capacidade para todas as áreas acima dos 60º ao norte, um círculo de latitude 60 graus ao norte do Equador que abrange a América do Norte, Europa e Ásia.

OneWeb, concorrente da SpaceX, prepara satélites de internet para lançamento
Círculo de latitude 60 graus ao norte do Equador. Imagem: Reprodução | Venture Beat.

Construir essa infraestrutura é um empreendimento caro. Portanto, a OneWeb levantou US$ 3 bilhões nos últimos sete anos de entidades de grande nome. Por exemplo: o SoftBank, a Qualcomm, o Grupo Salinas e até o governo de Ruanda contribuíram para o projeto.

Além disso, a SpaceX de Elon Musk está operando nesse campo e, recentemente, lançou mais uma parcela de satélites em órbita após seu lote inicial em maio passado. Agora a SpaceX tem cerca de 240 satélites da rede Starlink no espaço. Ainda mais, a Amazon está planejando uma rede de satélites de órbita baixa, embora ainda não tenha anunciado uma escala de tempo. Por fim, a Apple supostamente está nos estágios iniciais de um programa semelhante.

A OneWeb disse que está planejando suas primeiras demonstrações até o final de 2020, trazendo serviços comerciais completos em 2021.

Fonte: Venture Beat

Escrito por Leonardo Santana

Profissional da área de manutenção e redes, astrônomo amador, eletrotécnico e apaixonado por TI desde o século passado.

CERN substitui Facebook Workplace por alternativas open source

CERN substitui Facebook Workplace por alternativas open source

Falha no sudo atinge Linux Mint e elementaryOS

Falha no sudo atinge Linux Mint e elementaryOS