Artigo

Os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux

0
000 - Os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux

Neste artigo descrevemos os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux com exemplos práticos e possíveis soluções.

Os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux

Lembramos que cada caso é um caso e neste artigo listamos os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux. Caso nenhuma solução resolva o seu problema, entre em contato conosco no nosso canal no Telegram.

1 – Instalei o Windows em modo dual boot e ele tomou conta da minha máquina

Em uma máquina dual boot, ou seja, com dois ou mais sistemas operacionais instalados em uma mesma máquina, o ideal é sempre instalar o Windows primeiro e depois a distribuição Linux. Um dos motivos é que o Windows “não respeita” o gerenciador de boot do Linux e acaba o “sobrescrevendo”. Mas é possível recuperá-lo reinstalando o gerenciador de boot GRUB (GRand Unified Bootloader). No link abaixo temos uma melhor descrição do GRUB, como estrutura e arquivos de configuração. Você também pode conferir um artigo que fizemos, a Introdução ao funcionamento do GRUB.

Para simplificar, utilizaremos o seguinte exemplo: Vamos supor que eu tenho uma máquina com o Ubuntu 18.04.1 LTS instalado e depois instalei o Windows 8 “por cima” e perdi o acesso ao Ubuntu. Será necessário reinstalar o GRUB. Para isso, execute o passo a passo abaixo:

1.1 – Reinstalando o GRUB com o Live CD do Ubuntu 18.04.1 LTS

  • Em primeiro lugar, efetue o boot via Live CD, preferencialmente a mesma versão instalada na máquina local. No caso estamos utilizando o Ubuntu 18.04.1 LTS. Selecione o idioma “Português do Brasil” e clique em “Experimentar o Ubuntu

001 - Os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux

  • Depois, abra o terminal e execute o comando sudo fdisk -l. O comando listará várias partições instaladas na máquina local. Neste exemplo, temos somente um disco local (/dev/sda) e 3 partições do tipo Linux configuradas na máquina local. Precisamos encontrar qual delas é a partição raiz (/) e qual é a partição de boot (/boot).

002 - Os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux

  • Neste exemplo, a partição /boot está separada do raiz (/). Portanto temos que montar a raiz primeiro e depois o /boot. Utilizamos a partição /mnt como “área temporária”. Executamos o comando sudo mount /dev/sda6 /mnt. Então repare que ao listarmos o conteúdo do /mnt com o comando ls /mnt, os arquivos contidos são exatamente da raiz da nossa máquina local.

003 - Os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux

1.2 Montar as partições locais manualmente

  • Agora montaremos a partição que possui os dados do /boot local com o comando sudo mount /dev/sda1 /mnt/boot. Utilizando o comando ls /mnt/boot, os arquivos contidos neste diretório são os arquivos padrão utilizados no /boot da nossa máquina local.

004 - Os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux

  • Agora precisamos montar os dispositivos físicos carregados pelo Live CD na raiz do nosso sistema local com os comandos a seguir.
sudo mount --bind /dev /mnt/dev
sudo mount --bind /sys /mnt/sys
sudo mount -t proc /proc /mnt/proc

005 - Os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux

 

  • Migraremos a nossa execução atual do Live CD para a máquina local, utilizando o comando sudo chroot /mnt. Repare que subimos diretamente para o usuário root e que o nosso diretório raiz é exatamente a partição local.

006 - Os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux

  • Reinstalaremos o GRUB com o comando grub-install /dev/sda

007 - Os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux

  • Vamos atualizar a lista de kernels e sistemas operacionais disponíveis com o comando grub-mkconfig -o /boot/grub/grub.cfg

008 - Os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux

  • E para finalizar, execute o comando exit e reinicie a sua máquina com o comando reboot. Não se esqueça de retirar o Live CD.

009 - Os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux

  • Finalmente teremos o nosso GRUB reinstalado e com todas as entradas de kernel e sistemas operacionais disponíveis para uso.

010 - Os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux

2 – Sintaxe incorreta no /etc/fstab

O principal arquivo onde constam todas as as partições configuradas em um sistema Linux ficam localizadas em /etc/fstab. Às vezes, devido a testes ou até falha humana acabamos colocando alguma configuração indevida ou falta algum parâmetro neste arquivo. Quando este erro está relacionado as partições raiz (/) ou boot (/boot) o sistema simplesmente não subirá e ficará preso na tela de inicialização, como no exemplo abaixo:

011 - Os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux

2.1 – Utilizando o Live CD para modificar o /etc/fstab com o Fedora 28

O passo a passo abaixo foi feito com uma máquina com o Fedora 28 instalado localmente. Propositalmente foi retirado o parâmetro com o tipo de sistemas de arquivo (ext4) na linha relacionada ao raiz (/) no arquivo /etc/fstab.

  • Efetue o boot via Live CD, preferencialmente com a mesma versão do sistema instalado localmente (no nosso exemplo, Fedora 28). Selecione “Start Fedora-Workstation-Live 28

012 - Os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux

  • Clique em “Try Fedora

013 - Os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux

  • Abra o terminal, vire usuário root com o comando su – e monte a partição raiz local em algum diretório temporário, como por exemplo /mnt. Utilizamos o comando mount <partição> /mnt
014 - Os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux

Neste exemplo, a partição raiz está em um LVM (/dev/mapper/fedora_localhost–live-root)

  • Corrigir o arquivo localizado em /mnt/etc/fstab e salve-o.
015 - Os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux

Repare que está faltando o parâmetro que define o tipo de sistema de arquivo.

 

016 - Os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux

Inserido o parâmetro ext4 na linha relacionada a partição raiz (/)

  • Por fim, reinicie a máquina. Não se esqueça de retirar o Live CD.

3 – Erros de sistemas de arquivos

Em Linux existem vários sistemas de arquivos suportados, por exemplo EXT3, EXT4, XFS. Então quando uma partição apresenta algum tipo de erro, o próprio sistema operacional executa uma ferramenta de reparo desses sistemas de arquivos: o fsck (para tipos EXT3, EXT4) ou xfs_repair (para tipo XFS). Pode ocorrer que a partição corrompida é o raiz (/) e o fsck ou xfs_repair não é carregado. No próximo exemplo, utilizaremos o Linux Mint 19 instalado na máquina local com o sistema de arquivos EXT4.

3.1 Utilizando o Live CD para corrigir erros com o fsck no Linux Mint 19

  • Em primeiro lugar, efetue o boot via Live CD, preferencialmente com a mesma versão do sistema instalado localmente (neste exemplo, Linux Mint 19).

017 - Os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux

 

  • Abra o terminal e execute o comando sudo fsck -t <tipo da partição> -f <partição raiz local>. Para descobrir qual o tipo da partição utilizada, podemos obter esta informação com o comando sudo blkid <partição raiz local>. O comando fsck também pode ser utilizado com . e o tipo de sistema de arquivos. Exemplos: fsck.ext3, fsck.ext4.

018 - Os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux

  • Por fim, reinicie a máquina. Não se esqueça de retirar o Live CD.

4 – O temido “Kernel Panic”

O Kernel Panic é um dos erros mais temidos de qualquer usuário Linux. Eis que surge a tela abaixo.

019 - Os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux

Existem várias causas e possíveis soluções, entre elas:

4.1 Falha de hardware

Falhas de hardware podem influenciar diretamente no funcionamento do kernel. Verifique se todos os dispositivos, como por exemplo memória RAM, CPU e discos da sua máquina estão funcionando corretamente.

4.2 Kernel mal configurado

Atualmente é muito raro compilarmos um kernel no Linux. Mas caso a compilação não seja feita corretamente, poderá ocorrer o erro de Kernel Panic.

Outra questão está relacionada a qual versão do kernel em uso. Algumas versões não são estáveis e portanto podem apresentar problemas.

4.3 Problemas com drivers

A atualização de alguns drivers, como por exemplo driver de placa de vídeo, pode gerar problemas com o kernel. Verifique se todos os drivers necessários estão instalados na sua máquina e se eles são compatíveis com a versão do kernel utilizado.

4.4 Incapaz de localizar o sistema de arquivos raiz (/)

Alguns problemas podem ocorrer com o sistema de arquivos raiz (/). Às vezes pode ser necessário corrigir erros com o fsck ou xfs_repair (ver item 3.1), ou algum parâmetro está faltando no /etc/fstab (ver item 2). Também pode estar relacionado a erros físicos do disco.

4.5 Reinicialização forçada

Reiniciar a máquina de forma abrupta não é recomendável, mas pode acontecer devido a falta de energia elétrica ou congelamento da máquina. Normalmente essas situações geram problemas no sistema de arquivos ou incapacidade de localizar o sistema de arquivos raiz (ver item anterior).

4.6 SELinux mal configurado

Em distribuições da família Red Hat, como por exemplo Red Hat Enterprise Linux, Fedora e CentOS, a ferramenta SELinux vem habilitada por padrão em modo enforcing. Se quiser conhecer mais sobre o SELinux, temos este artigo que explica melhor o seu funcionamento. SELinux – Erros, avisos e resolução de problemas

É possível desativar o SELinux temporariamente até resolver este problema. Para isso, basta desabilitá-lo no arquivo /etc/sysconfig/selinux.

5 – GRUB rescue

Ao inicializar um sistema Linux, podemos cair diretamente em uma linha de comando como o abaixo:

grub rescue >

Isso pode ser sinal de que o GRUB está corrompido ou perdeu a referência dos sistemas operacionais ou kernels instalados na máquina.

Para resolver este problema, reinstale o GRUB conforme o item 1.1 deste artigo

Para mais informações, leia mais na documentação oficial do GRUB.

Em conclusão, esperamos que este artigo auxilie os leitores a resolver os erros mais comuns de inicialização em sistemas Linux. Ficou faltando algum mais algum outro erro? Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Participe do nosso grupo no Telegram e nas nossas redes sociais.

LuKazHiro
Entusiasta Linux desde a época em que as distribuições eram vendidas em CD's nas bancas de jornais. Formado em Ciência da Computação, certificado LPIC-3 e RHCE. Estudante constante de tecnologia, sempre procurando, ensinando e aprendendo com a galera!

Internet Explorer, Edge e Firefox estão perdendo popularidade

Previous article

Extensão sugere novos sites e notícias no Firefox

Next article

You may also like

Comments

Comments are closed.

More in Artigo