in

Patentes de não agressão agora cobrem Android e exFAT

Tanto o FAT quanto o exFAT são usados em centenas de milhões de dispositivos, incluindo todos os telefones Android.

Driver exFAT do Linux em breve será capaz de excluir arquivos grandes muito mais rápido

O Open Invention Network (OIN), o maior consórcio de não-agressão de patentes de todos os tempos, protege o Linux de ataques de patentes. Agora, ele expandiu seu escopo de programas Linux e sua Linux System Definition. Em particular, isso significa que as patentes relacionadas ao Android Open Source Project (AOSP) 10 e ao sistema de arquivos exFAT agora estão protegidas.

Isso é importante porque a Microsoft costumava fazer bilhões com o Android e licenças de patentes relacionadas ao exFAT. A Microsoft juntou-se à OIN em 2018. Erich Andersen, então vice-presidente corporativo da Microsoft, disse na época:

Estamos licenciando todas as patentes que possuímos que se leem no sistema Linux [FAT, ExFAT e VFAT].

Patentes de não agressão agora cobrem Android e exFAT

Em 2019, a Microsoft anunciou que estava apoiando a adição da tecnologia exFAT ao kernel Linux. Os desenvolvedores imediatamente começaram a adicionar o exFAT ao Linux. Em maio de 2020, o exFAT foi adicionado ao kernel 5.7.

Patentes de não agressão agora cobrem Android e exFAT
O Open Invention Network (OIN), o maior consórcio de não-agressão de patentes de todos os tempos, protege o Linux de ataques de patentes.

O ExFAT baseia-se no FAT, um dos primeiros sistemas de arquivo de disquete. Com o tempo, o FAT se tornou o sistema de arquivos preferido da Microsoft para MS-DOS e Windows. Ele se tornaria o sistema de arquivos padrão para muitos aplicativos. Mas, com um limite de 4 GB, seus dias estavam contados.

A Microsoft estendeu o FAT para dispositivos de armazenamento maiores e de memória flash com o exFAT. Tanto o FAT quanto o exFAT são usados em centenas de milhões de dispositivos, incluindo todos os telefones Android.

Hoje, o exFAT continua sendo um sistema de arquivos importante e, graças ao OIN e aos esforços da Microsoft, agora é isento de royalties. Portanto, qualquer pessoa que queira, agora pode usar o exFAT legalmente de graça.

Por trás do OIN está não apenas a Microsoft, mas muitas outras empresas de tecnologia de ponta. Seus membros incluem Google, IBM, Red Hat e vários outros gigantes da tecnologia. Quase todo mundo que está nos círculos de código aberto agora pertence ao OIN e eles trouxeram suas patentes com eles.

Fonte: ZDNET

Clonezilla Live 2.6.7 lançado com suporte aprimorado ao exFAT

Samsung lança exFAT-Utils para formatar sistema de arquivos Fsck

Novo driver exFAT da Microsoft chegou ao Linux 5.7

Escrito por Leonardo Santana

Profissional da área de manutenção e redes, astrônomo amador, eletrotécnico e apaixonado por TI desde o século passado.

Nova variante do Valak entra na lista mensal de malwares da Check Point pela primeira vez

Nova variante do Valak entra na lista mensal de malwares da Check Point pela primeira vez

Nvidia fornecerá componentes para o Leonardo, o supercomputador mais rápido do mundo

Supercomputador Fugaku ajuda a combater a COVID-19