in

PlayStation 5, Xbox, e outros itens difíceis de encontrar? Você pode estar enfrentando um bot

O que são e como funcionam os bots, nova tendência na internet

playstation-5-xbox-e-outros-itens-dificeis-de-encontrar-voce-pode-estar-enfrentando-um-bot

Nos Estados Unidos, quando a Microsoft lançou seu Xbox Series X|S e a Sony estreou o PlayStation 5 em meados de novembro, os jogadores estavam prontos com seus cartões de crédito. Mas os aparelhos esgotaram em minutos, deixando muitos consumidores desapontados e inconformados. Cerca de duas semanas depois, os compradores tiveram outra chance de colocar as mãos em um PlayStation 5 quando o Walmart reabasteceu seu estoque, antes dos eventos de compras da Black Friday e da Cyber Monday. Mas esse estoque também se esgotou em minutos. “Estou tentando comprar para meu irmão mais novo. Estou chateado e confuso sobre como exatamente às 9:00am o console já está fora de estoque”, um internauta reclamou em um tweet para o Walmart.

- Anúncios -

A resposta, dizem os especialistas em tecnologia, se resume a uma palavra: bots. Esses programas de software são codificados para comprar produtos sob demanda assim que são colocados à venda, completando a transação muito mais rápido do que é fisicamente possível para um ser humano. Os bots prevalecem há muito tempo na indústria de calçados, especialmente os tênis, devido ao alto valor de revenda de lançamentos de calçados cobiçados, mas os programadores têm se expandido para direcionar à outros produtos e serviços.

Como funcionam os bots:

O que eles fazem é basicamente olhar para qualquer item com alta demanda e a maneira como são comprados, e em seguida, desenvolvem um bot para fazer isso. Então eles procuram pessoas interessadas naquele item ou segmento e dizem, ‘Eu tenho um bot para a compra de PS5s – são $300 se você quiser comprar esse bot. Diversas pessoas estarão interessadas no item e com o bot  eles podem comprar dois itens, vender um e recuperar o dinheiro investindo no bot.

É difícil competir contra bots que são “capturadores de estoque” – programas que se aglomeram para comprar um produto importante – É como jogar na loteria quando o prêmio fica muito alto. Você poderia ganhar na loteria comprando um número, mas está em desvantagem em relação a um consórcio de investidores que juntam seu dinheiro e compram um grande número de bilhetes na tentativa de ganhar um grande prêmio.

Os programadores de software também podem ganhar dinheiro vendendo acesso a bots para consumidores que não têm experiência para construir seus próprios captadores de estoque. Os próprios programadores podem não ter nenhum interesse nos produtos que estão sendo comprados, como consoles de videogame ou tênis, mas ainda podem ganhar dinheiro encontrando os itens que provavelmente serão mais procurados.

Não é ilegal para os bots invadirem e comprarem produtos. Isso deixa o problema nas mãos dos varejistas, que estão presos em um jogo contra programadores astutos que ajustam seus bots assim que novos protocolos de segurança são introduzidos. Muitos varejistas estão trabalhando arduamente para permitir que seus clientes fiéis comprem esses itens de estoque limitados, em vez de ter operadores de robôs que os vendem e revendem em mercados de terceiros.

Os analistas de segurança já identificaram mais de 20 categorias de atividades realizadas por bots, cada uma com ações bem específicas. Alguns deles são:

  • Capturadores de estoque – São bots que fazem um grande número de tentativas de compra de itens de um varejista. Normalmente, são implantados para itens com alta demanda / baixo suprimento.
  • Raspadores de preço – Bots implantados para entender os pontos de preços dos concorrentes.
  • Atiradores de preço – Bots usados para “ganhar” leilões online. Eles monitoram as mudanças no lance vencedor e aumentam os lances em volume com o objetivo de ganhar o grande com o prêmio mínimo para os concorrentes no leilão.
  • Ladrões de credenciais – É algo realmente desagradável. Fraudadores assumindo uma conta, a Akamai observou mais de 100 bilhões dessas solicitações nos últimos 2 anos, com essa técnica dobrando no ano passado.

Quão rápidos são os bots? Existe alguma forma de um humano superar um bot?

É um jogo de volume. É como jogar na loteria quando o jackpot fica muito alto. Você pode ganhar na loteria comprando 1 número, mas está em desvantagem em relação a um consórcio de investidores que juntam dinheiro e compram um grande número de bilhetes na tentativa de ganhar. Você está fazendo talvez alguns lances por minuto em um site de comércio como um ser humano se for rápido. Um bot pode fazer milhares de lances por minuto, distribuídos por muitos agentes proxy. A menos que o operador do site faça algo para nivelar o campo de jogo, um ser humano não vencerá grandes redes de bots com frequência.

Onde os bots estão aparecendo, em termos de sites ou produtos? Existem alguns sites ou produtos com maior probabilidade de atrair bots?

É importante observar que muitos varejistas estão trabalhando para permitir que seus clientes comprem esses itens de estoque limitados, em vez de ter operadores de bots comprando todos eles e revendendo em mercados de terceiros. Os mercados secundários existem porque esses itens são vendidos pelos fabricantes aos varejistas por um preço inferior ao que costuma ser seu verdadeiro valor de mercado. Os varejistas querem que os clientes venham a seus sites, comprem os itens de estoque limitados e também comprem outros itens.

Vemos duas tendências impulsionando o consumo de bots de captura de estoque: o primeiro é o estoque com um mercado digital de revenda alto e lucrativo, com itens de alta demanda e baixo estoque como tênis, bolsas, relógios, eletrônicos, etc. Os ingressos para shows há muito têm seu próprio mercado secundário.  Já em segundo lugar estão aqueles que compram acesso ao bots para que possam comprar o estoque diretamente do varejista para seu uso pessoal.

Os sites podem fazer alguma coisa para garantir que os humanos possam comprar seus produtos antes dos bots?

  • Limitar as compras de estoque para produtos de alta demanda e baixo fornecimento aos membros de programas de fidelidade. Isso muda o problema para o policiamento dos membros do programa de fidelidade.
  • Implantar soluções para diferenciais bots e humanos.

Como funcionam os bots? Quem usa bots? 

Para entender como funcionam os bots é preciso examinar todo o ecossistema.

  • Aluguel de bots para um varejista específico: Esta é oferta como um serviço completo com SLAs, atendimento ao cliente 24 horas por dia, 7 dias por semana, com reivindicações de marketing de superioridade dos concorrentes. É um ecossistema muito maduro com empresas contratando desenvolvedores para construir, manter e desenvolver bots para este fim.
  • Contratação de desenvolvedores de bots: É um marketplace para desenvolvedores de ponta para ajudar a escapar da tecnologia anti-bot mais recente. Esta é uma ‘corrida armamentista’ com engenheiros qualificados trabalhando para operadores de bots e empresas de detecção de bots que jogam jogos de gato e rato continuamente.
  • Bots criminosos: com mais desenvolvimento ‘artesanal’, esses bots operam em uma área menos cinzenta do que os captores de estoque. São totalmente comprometidos com o uso direto para fraudes. Este grupo impulsiona o aumento maciço no roubo de credenciais mencionado acima. Seu objetivo é assumir as contas de seus proprietários e fraudá-las por meio de uma variedade de esquemas. Isso inclui o uso de detalhes de pagamento armazenados para comprar itens e enviá-los para um endereço controlado pelo invasor, roubar pontos de fidelidade, roubar bens virtuais na indústria de jogos, revender o acesso a serviços de mídia de streaming, etc.
Criptomoeda MOBI, da F2Nex seria um suposto golpe!

Criptomoeda MOBI, da F2Nex, seria um suposto golpe!

YoYo Games expande suporte ao Linux com GameMaker Studio 2 para o Raspberry Pi

YoYo Games expande suporte ao Linux com GameMaker Studio 2 para o Raspberry Pi