in

Professora usa impressora 3D para criar máscaras de proteção para hospitais

Projeto é desenvolvido pela professora de robótica Michelle Rezende, do Rio de Janeiro.

Um projeto que leva solidariedade e mais segurança tanto a pacientes quanto a médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem entre outros profissionais de saúde de um hospital em Volta Redonda, no interior do Rio de Janeiro. Assim pode ser definida a ação espontânea da professora de Robótica e Informática Michelle Rezende que decidiu, por conta própria, confeccionar máscaras cirúrgicas em impressora 3D e distribuí-las gratuitamente ao Hospital Regional Doutora Zilda Arns. Ele fica a cerca de 130 quilômetros da capital do Rio de Janeiro e é considerado um dos melhores hospitais regionais daquele estado. Conheça o trabalho da professora que usa uma impressora 3D para criar máscaras de proteção para hospitais contra a Covid-19.

Segundo Michelle, tudo começou em fevereiro deste ano quando procurou atendimento no hospital para o pai que acabara de sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Ele afirma que ficou impressionada com a qualidade do atendimento tanto técnico quanto humano que é dado por lá. Logo depois veio a pandemia de Covid-19 e Michelle conta que ficou pensando em uma forma de ajudar os profissionais.

Professora usa impressora 3D para criar máscaras de proteção para hospitais

Professora usa impressora 3D para criar máscaras de proteção para hospitais

Foi então que, ao pesquisar na internet, viu que seria possível confeccionar máscaras cirúrgicas para os profissionais que atendem as vítimas da Covid. Inicialmente, foram impressos 65 face shields, que podem ser reaproveitadas depois de um processo de desinfecção. Cada uma sai por um custo médio de R$ 10,00. A meta agora é entregar outras 35 máscaras, fechando a meta inicial de 100.

No entanto, só consegui imprimir as 65 pois meus filamentos (matéria prima para as impressões) acabaram, lamenta Michelle. 

Contudo, ela comemora a repercussão da iniciativa:

Depois que fiz a postagem no Facebook, vários colegas me procuraram querendo ajudar para fazer mais e até para outros hospitais.

Segundo Michelle, somente hoje (28/05) começaram a chegar novos insumos para confecção de novas máscaras, pois, com a pandemia, os Correios estão atrasando as entregas de material.

Professora usa impressora 3D para criar máscaras de proteção para hospitais

Tudo foi impresso em 3D, a partir de exemplos que ela extraiu da internet. Ela afirma ter seguido tutoriais na rede e, como já trabalha com software livre, ficou feliz em poder ajudar. Ouça:

Entre os modelos usados por Michelle, estão alguns como o vídeo abaixo, que mostra como essas máscaras podem ser feitas:

Esperamos que o exemplo de Michelle sirva de inspiração para outros projetos voltados a salvar e proteger vidas.