in

QEMU 4.1 é lançado

O QEMU 4.1 agora é uma das peças importantes para o conjunto de virtualização Linux de código aberto.

QEMU 4.1 é lançado

O QEMU 4.1 agora é uma das peças importantes para o conjunto de virtualização Linux de código aberto. O QEMU 4.1 é lançado com muitas novidades. Portanto, traz muitas melhorias para vários bits específicos da arquitetura para ARM, MIPS, POWER, s390, x86, e até mesmo o RISC-V tem visto várias adições proeminentes.

QEMU 4.1 é lançado com novidades

Em relação ao Arm existe agora suporte a emulação de FPU para processadores Cortex-M, suporte a ARMv8.5 RNG e outros bits adicionados. Em relação ao RISC-V está o modelo de máquina Spike, o suporte ao ISA 1.11 e suporte para topologia de CPU em árvores de dispositivos. Na frente do x86 há suporte para novos modelos de CPU Hygon Dhyana e Intel Snow Ridge, bem como suporte de emulação para a extensão RdRand.

Algumas das adições em geral para o QEMU 4.1 incluem:

  • suporte a renderização 2D/3D do GPD VirtIO para descarregamento para um processo de usuário vhost externo;
  • suporte a Python 2 obsoleto;
  • e vários aprimoramentos de dispositivos de rede e de bloco.

Novas opções

QEMU 4.1 é lançado

  • A opção “-virtfs_synth” agora está obsoleta. Use “-fsdev synth” e “-device virtio-9p -…” em seu lugar.
  • A subopção “-numa node, mem” agora está obsoleta. Por favor, use “-numa node, memdev” em seu lugar.
  • A distribuição de memória padrão entre os nós NUMA agora está obsoleta. Por favor, especifique a memória por nó NUMA explicitamente usando “-numa node, memdev”
  • Retorno à alocação de RAM normal se o QEMU não puder alocar a partir do arquivo / sistema de arquivos “-mem-path”, desde que o uso do sistema de arquivos seja descontinuado. Certifique-se de que o host tenha recursos suficientes no sistema de arquivos / arquivo apontado como “-mem-path”.
  • O QEMU agora suporta a emulação de um FPU para CPUs Cortex-M, e o Cortex-M4 e o Cortex-M33 agora fornecem o FPU.
  • O Cortex-R5F agora fornece corretamente um FPU com registros D0-D15 apenas, em vez de fornecer incorretamente também D16-D31.
  • Os arquivos de configuração da compilação foram comutados para o novo sistema Kconfig, para que um QEMU com placas individuais possa ser construído mais facilmente.
  • A extensão ARMv8.5-RNG é suportada, para números aleatórios gerados em cpu.
  • O modelo Exynos4210 SoC agora suporta os controladores PL330 DMA.

Mais detalhes sobre as muitas mudanças para encontrar com o QEMU 4.1 através do Wiki do QEMU.org.

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Kernel Linux 5.3 lançado com suporte para AMD Navi e Intel Speed ??Select

Kdevops vai auxiliar em testes de kernel do Linux

Kernel Linux vai ativar paginação em 5 níveis por padrão

Kernel Linux 5.4 apresenta mais novidades