in

QEMU 4.2 lançado com muitas melhorias para virtualização Linux

A nova versão chega com várias mudanças.

QEMU 5.0 é lançado

Depois da chegada da nova versão 6.1 do Virtualbox, outro importante meio de virtualização é atualizado. O QEMU 4.2 foi lançado esta manhã como uma peça-chave da pilha de virtualização de código-fonte Linux. Há muitas mudanças a serem encontradas no QEMU 4.2 para finalizar 2019. Portanto, o QEMU 4.2 lançado com muitas melhorias para virtualização Linux.

QEMU 4.2 lançado com muitas melhorias para virtualização Linux

Porém, alguns dos destaques desta atualização de recursos para este emulador de código aberto líder para virtualização de hardware incluem:

  • Suporte para extensões Intel AVX-512 BFloat16 (BF16);
  • As atualizações mais recentes de todos os modelos de CPU agora têm extensões TSX (Transactional Synchronization Extensions) desativadas por padrão. Isso ocorre devido à recente vulnerabilidade TSX Async Abort e Zombieload Variant Two;
  • Melhor desempenho para a emulação Tiny Code Generator (TCG) de núcleos ARM;
  • Outra melhoria no desempenho do QEMU 4.2 pode vir com as bibliotecas recentes Gcrypt e Nettle, nas quais o QEMU agora pode usar o próprio modo de cifra XTS da biblioteca e isso pode resultar em um grande aumento no desempenho da criptografia AES-XTS, principalmente se você usar a criptografia de disco LUKS ao executar no QEMU;
  • O driver de bloco LUKS agora suporta falloc e pré-alocação completa;
  • Suporte para QEMU no ARM para rodar com mais de 256 CPUs;
  • Suporte ao modelo ASpeed AST2600;
  • O Arm SVE (Scalable Vector Extensions) agora é suportado por convidados KVM em SoCs ARM e kernels suportados;
  • O suporte do Apple macOS Hypervisor Framework (HVF) agora é considerado estável.

Mais detalhes sobre o QEMU 4.2 via QEMU.org.

QEMU 4.2 lançado com muitas melhorias para virtualização Linux

QEMU 4.2 lançado com muitas melhorias para virtualização Linux

Alterações incompatíveis

  • No s390x, o uso do KVM agora exige explicitamente uma versão do kernel do host de pelo menos 3,15 (que inclui o dispositivo KVM ‘flic’). Isso já estava quebrado desde o QEMU 2.10.
  • No s390x, a migração de convidados KVM com> 8 TB de memória de QEMUs anteriores à 4.2 não funcionará mais. A migração de convidados KVM com até 8 TB de memória continua funcionando, assim como a migração de convidados> 8 TB a partir do QEMU 4.2.
  • O parâmetro “autoload” do comando QMP “block-dirty-bitmap-add” foi removido (não é mais necessário).

Novas opções e recursos obsoletos

  • O dispositivo “ide-drive” está obsoleto. Os usuários devem usar ‘ide-hd’ ou “ide-cd” conforme apropriado para obter um disco rígido IDE ou CD-ROM, conforme necessário.
  • O comando QMP “change” foi descontinuado. Use “blockdev-change-medium” ou “change-vnc-password”.
  • Os comandos QMP “migrate_set_downtime”, “migrate_set_speed” e “migrate-set-cache-size” foram descontinuados. Use “migrate-set-parameters” em vez disso.
  • O comando QMP “query-migrate-cache-size” foi descontinuado. Use “query-migrate-parameters” em vez disso.
  • O dispositivo “scsi-disk” está obsoleto. Os usuários devem usar ‘scsi-hd’ ou “scsi-cd” conforme apropriado para obter um disco rígido SCSI ou CD-ROM, conforme necessário.

Consulte o apêndice “Recursos obsoletos” para obter a lista completa dos recursos / opções historicamente obsoletos.

Acesse o link para saber todas as mudanças.

Via Phoronix

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.