Quais as diferenças entre LibreOffice e OpenOffice?

Emanuel Negromonte
4 minutos de leitura

LibreOffice e OpenOffice são duas suítes de aplicativos de escritório gratuitas e de código aberto, que oferecem ferramentas para edição de texto, planilhas, apresentações, gráficos, bancos de dados e outros documentos. Ambas são derivadas do antigo projeto StarOffice, que foi adquirido pela Sun Microsystems em 1999 e posteriormente doado à Apache Foundation em 2011. No entanto, apesar da origem comum, existem algumas diferenças importantes entre as duas suítes, que podem influenciar na escolha dos usuários. Se você preferir, temos um tutorial sobre como instalar o LibreOffice no Linux.

A principal diferença entre LibreOffice e OpenOffice é o ritmo de desenvolvimento e atualização. O LibreOffice é mantido pela The Document Foundation, uma organização sem fins lucrativos que conta com o apoio de várias empresas e comunidades de desenvolvedores voluntários. O LibreOffice lança novas versões a cada seis meses, com correções de bugs e melhorias de desempenho e segurança. Além disso, o LibreOffice incorpora novos recursos e funcionalidades que não estão presentes no OpenOffice, como a interface Ribbon, o suporte a formatos de arquivo mais recentes, a integração com serviços de nuvem, a exportação para ePub e PDF híbrido, entre outros.

O OpenOffice, por outro lado, é mantido pela Apache Software Foundation, uma organização que gerencia vários projetos de software livre. O OpenOffice lança novas versões com menos frequência, geralmente a cada dois anos, com foco na estabilidade e na compatibilidade. O OpenOffice tem uma base de usuários maior e mais antiga que o LibreOffice, especialmente em órgãos públicos e instituições educacionais. No entanto, o OpenOffice tem recebido menos contribuições de código e tem enfrentado dificuldades para manter sua equipe de desenvolvedores ativa.

Outra diferença entre LibreOffice e OpenOffice é o suporte a extensões e complementos. Ambas as suítes permitem que os usuários instalem extensões para adicionar novas funcionalidades ou personalizar as existentes. No entanto, nem todas as extensões são compatíveis com as duas suítes, pois elas podem usar APIs diferentes ou depender de recursos específicos. O LibreOffice tem uma maior variedade de extensões disponíveis, pois muitos desenvolvedores migraram do OpenOffice para o LibreOffice após a criação da The Document Foundation. Além disso, o LibreOffice tem um sistema de gerenciamento de extensões mais simples e integrado, que facilita a instalação e a atualização.

Por fim, uma diferença entre LibreOffice e OpenOffice é a licença de uso e distribuição. O LibreOffice usa a licença LGPLv3 (Lesser General Public License), que permite que o software seja usado, modificado e redistribuído livremente, desde que os créditos aos autores originais sejam mantidos e que as modificações sejam disponibilizadas sob a mesma licença. O OpenOffice usa a licença Apache 2.0, que também permite o uso, a modificação e a redistribuição livre do software, mas sem a exigência de manter a mesma licença nas modificações. Isso significa que o código do OpenOffice pode ser incorporado em outros softwares proprietários ou comerciais, sem restrições.

Em resumo, LibreOffice e OpenOffice são duas suítes de aplicativos de escritório gratuitas e de código aberto, que compartilham uma origem comum, mas que se diferenciam em vários aspectos. O LibreOffice é mais inovador e atualizado, enquanto o OpenOffice é mais conservador e estável. O LibreOffice tem mais extensões e recursos disponíveis, enquanto o OpenOffice tem mais compatibilidade e licença mais flexível. A escolha entre as duas suítes depende das necessidades e preferências dos usuários.

Share This Article
Follow:
Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.