in

Qual a diferença entre programador e desenvolvedor?

qual-a-diferenca-entre-programador-e-desenvolvedor

Programar e desenvolver tem sido uma tarefa que vem ganhando força nos dias atuais. No Brasil os programadores e desenvolvedores que se dedicam e possuem boa formação estão sendo quase que caçados. Só para se ter uma ideia, desde 2008 que o Brasil precisa de 40 mil desenvolvedores por ano, e forma apenas 17 mil por ano, ao todo.

Em 2016, a Exame publicou que o Brasil é o 38º país em ranking de melhores programadores. A Época da Editora Globo também disse em 2018 que apenas 17% dos programadores são mulheres. E não para por aí, o grande X da questão é que os melhores programadores ou desenvolvedores do Brasil, sempre acabam indo para o mercado no exterior e assim, as vagas por aqui vão ficando em aberto.

Mas e aí? Qual a diferença entre programador e desenvolvedor? Entenda hoje diferença.

O que é um programador?

Como o nome já diz, programador é alguém que escreve o programa, através das inúmeras linguagens de programação. E o programa, para quem não sabe, são passos para alcançar um objetivo, seja ele qual for ou para atender a uma demanda, se assim achar melhor.

Quando instalamos ou executamos qualquer programa, que é o produto final de um programador sempre vamos ter o mesmo resultado, a começar do instalador. E assim, da mesma maneira, vamos ter também o mesmo resultado de novo e novo durante a execução.

O que é um desenvolvedor?

Já o desenvolvedor, é alguém que entende bem de projetos, e esta ligado nas necessidade de mercado, e assim passa a desenvolver soluções. É a pessoa que vai encontrar em meio a uma necessidade uma solução, que neste caso, seria via software. Todo desenvolvedor é programador, mas nem todo programador é desenvolvedor.

O conceito é simples. Quando você é um desenvolvedor, você vai organizar a ideia e vai explaná-la, e aí que surgem as opiniões sobre a solução que o desenvolvedor criou, passando por avaliações em torno da ideia, e se solução vale a pena. A partir daí, com o martelo batido entra o programador que vai trabalhar em cima da ideia desenvolvida inicialmente, só que usando linguagem de programação, ou as famosas linhas de código.

Posso ser programador e desenvolvedor ao mesmo tempo?

Você pode tudo! Mas, filosoficamente falando, o perfil de profissionais de desenvolvimento esperado, são pessoas que não vão ficar chateados de o contratante ou chefe não gostar ou não aprovar a solução em desenvolvimento. Então, se você não gosta de refazer ou reajustar trabalho, essa não é uma profissão para você. E como dito antes, todo desenvolvedor é programador, porque ele sempre vai em busca do melhor que existe para atingir suas ideias.

Mas, se não tem essa percepção, a solução seria ser programador, que já vai pegar a ideia pré-fabricada e transformá-la em código, e o melhor seria ser os dois. O mercado tem ânsia por um profissional completo e há milhares de vagas para profissionais estilo mil utilidades. Tudo é uma questão de percepção e assim passar a criar oportunidades.

Por fim, podemos dizer que o desenvolvedor pode ser comparado a um engenheiro civil e o programado a um mestre de obras. Por isso, seja um profissional completo, seja um desenvolvedor e com toda certeza o mercado abrirá de forma generosa as portas deste mercado. Agora, você já sabe de forma bem resumida o que é um desenvolvedor e um programador e as principais diferenças.

Vídeo

Se você ainda quer mais detalhes, recomendamos um vídeo do Ivens Rocha no YouTube. Assista o vídeo abaixo e aprenda um pouco mais:

Escrito por Emanuel Negromonte

Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.

de-graca-google-oferece-treinamento-profissional-para-brasileiros

De graça! Google oferece treinamento profissional para brasileiros!

thunderbolt-vira-com-aprimoramentos-para-o-linux-5-2

Falha no Thunderbolt ameaça Linux, FreeBSD, Windows e MacOS