Notícias

12/01/2022 às 08:00

5 min leitura

Avatar Autor
Por Claylson Martins

Raspberry Pi pode encontrar malware em um dispositivo graças a ondas eletromagnéticas

Não seria necessário nenhum software adicional para esta tarefa.

Raspberry Pi pode encontrar malware em um dispositivo graças a ondas eletromagnéticas

Descobrir ameaças ao computador sem precisar de nenhum software extra. Segundo pesquisadores do Instituto de Pesquisa de Ciência da Computação e Sistemas Aleatórios (IRISA ou Instituto de Ciência da Computação e Sistemas Aleatórios) na França, isso é possível ao usar um Raspberry Pi. O dispositivo poderia identificar um malware por meio apenas de ondas eletromagnéticas. Esses pesquisadores publicaram um novo artigo mostrando como eles conseguiram fazer isso. Portanto, segundo os pesquisadores, o Raspberry Pi pode encontrar malware em um dispositivo graças a ondas eletromagnéticas.


No entanto, ao contrário de outros sistemas, a detecção de malware não usa qualquer software.  o novo sistema da IRISA usa um osciloscópio (Picoscope 6407) e uma sonda H-Field, bem como um Raspberry Pi 2B, para verificar dispositivos em busca de ondas eletromagnéticas (EM) .

Raspberry Pi pode encontrar malware em um dispositivo graças a ondas eletromagnéticas. Como funciona a detecção de malware

Raspberry Pi pode encontrar malware em um dispositivo graças a ondas eletromagnéticas. Imagem: Hothardware

O principal objetivo é conseguir detectar malware em objetos que têm ligação por meio da Internet das Coisas. Isso é possível porque eles já usam firmware e hardware personalizados. Assim, segundo os responsáveis por esta pesquisa, isso pode causar novos problemas de segurança. Deste modo, acabam virando alvo de cibercriminosos. O Raspberry Pi usa como principal mecanismo o campo eletromagnético em torno de um dispositivo potencialmente infectado.

Assim, para escanear os dispositivos o sistema de detecção de malware da IRISA conta com um osciloscópio externo e uma sonda H-Field. Assim, a verificação procura ondas específicas que indicam a presença de malware em um dispositivo afetado.

Além disso, os pesquisadores obtiveram “conhecimento preciso sobre o tipo de malware e sua identidade” a partir dessas verificações. Segundo eles, “um analista de malware é capaz de obter conhecimento preciso sobre o tipo de malware e sua identidade”, mesmo que o malware tenha usado técnicas para impedir a análise binária estática ou simbólica.

Raspberry Pi pode encontrar malware em um dispositivo graças a ondas eletromagnéticas
Raspberry Pi pode encontrar malware em um dispositivo graças a ondas eletromagnéticas

Então, a equipe registrou cerca de 100.000 traços de medições de um dispositivo IoT. Ele estava infectado por várias amostras de malware em estado selvagem. O método não exige modificação do equipamento a ser escaneado. Então, não há necessidade de instalação de nenhum software extra nos computadores. “Portanto, pode ser implantado independentemente dos recursos disponíveis sem qualquer sobrecarga.” Os especialistas conseguiram prever três tipos genéricos de malware nesses experimentos. Esse estudo deve servir para prevenção e deve ser usado por analistas de malware.

Via Genbeta

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.

Mais lidas

Últimos posts

Newsletter

Receba nossas atualizações!

Newsletter

Receba nossas atualizações!
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
×