in

Red Hat e Microsoft estendem parceria até 2024

Acordo permite que empresas sigam oferecendo serviços e produtos desenvolvidos em conjunto, como o Red Hat OpenShift on Azure

RHEL 8.0 Beta não incluirá o servidor de banco de dados NoSQL MongoDB

A Red Hat, Inc. (NYSE: RHT), líder global no fornecimento de soluções open source, anuncia que irá prolongar a parceria com a Microsoft até pelo menos 2024. O acordo, iniciado em novembro de 2015, foi renovado para garantir que as empresas continuem oferecendo serviços e produtos desenvolvidos em conjunto, como o Red Hat OpenShift on Azure.

Quatro anos após o anúncio histórico da parceria entre as companhias, estamos felizes com a extensão do acordo. Isso significa que poderemos levar a todos os nossos clientes implantações de cloud híbrida até ondas de inovação upstream para a ampliação das capacidades do Linux, afirma Gilson Magalhães, CEO da Red Hat Brasil.

Para as organizações que já utilizam os produtos Red Hat no Microsoft Azure, Magalhães explica que as cargas de trabalho de produção, ambientes de desenvolvimento e provas de conceito seguem ininterruptas.

Já para os clientes que estão considerando implantar soluções de computação em cloud pública ou privada, a parceria representa suporte integrado de nível empresarial abrangendo ambientes híbridos, do datacenter ao Azure; alinhamento contínuo em outras plataformas híbridas, como o Azure Stack; e integração mais próxima entre as tecnologias e ecossistemas da Red Hat e da Microsoft, incluindo toolchains de desenvolvedores, bancos de dados e plataformas de containers.

Além da colaboração na cloud híbrida, Red Hat e Microsoft também seguem trabalhado juntas nas comunidades open source, principalmente para trazer tecnologias de destaque da Microsoft, como o SQL Server e o .NET para o Red Hat Enterprise Linux e o Red Hat OpenShift.

Em novembro de 2015, a Red Hat e a Microsoft fizeram história ao levar a plataforma empresarial Linux líder no mundo, o Red Hat Enterprise Linux, para o Azure, a poderosa cloud global da Microsoft. Essa parceria não apenas disponibilizou o Red Hat Enterprise Linux para várias organizações que usam o Azure, mas também permitiu que componentes do extenso portfólio de tecnologias open da Red Hat fossem disponibilizados no Microsoft Azure, incluindo a plataforma de Kubernetes mais abrangente do setor, o Red Hat OpenShift.

Escrito por Emanuel Negromonte

Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.

mx-linux-proxmox-e-nixos-lancam-novas-versoes

MX Linux, ProxMox e NixOS lançam novas versões

Projeto SPURV permite que aplicativos para Android sejam executados no Linux!