Red Hat Enterprise Linux (RHEL) 6.10

A Red Hat anunciou a disponibilidade do sistema operacional Red Hat Enterprise Linux 7.6 para testes beta. Esta é a sexta atualização de manutenção da série de sistemas operacionais Red Hat Enterprise Linux 7. Primeiramente, a promessa é disponibilizar tecnologias inovadoras para containers Linux e ambientes de nuvem híbrida de classe empresarial. Além disso, estão previstos novos recursos de segurança e melhorias nas áreas de gerenciamento e automação. Portanto, Red Hat Enterprise Linux 7.6 ganha versão beta.

A atualização mais recente do Red Hat Enterprise Linux 7 foi projetada para fornecer controle, confiança e liberdade a ambientes de negócios exigentes, mantendo o ritmo da inovação nativa da nuvem, ao mesmo tempo suportando operações  novas e existentes nas várias áreas da TI corporativa, disse Red Hat no anúncio.

Destaques do Red Hat Enterprise Linux 7.6

Os novos recursos do Red Hat Enterprise Linux 7.6 incluem o aprimoramento do NBDE (Network-Bound Disk Encryption) baseado nos módulos de hardware do Trusted Platform Module (TPM) 2.0. Agora, ele fornece aos usuários não apenas uma, mas duas camadas de segurança para operações em nuvem híbrida. Assim, o objetivo é manter os arquivos mais seguros do que nunca.

O subsistema nftables do kernel Linux, usado para filtrar e classificar pacotes de rede, datagramas e frames, também foi aprimorado. Portanto, haverá melhor controle de filtragem de pacotes e configuração simplificada. Além disso, existem novos algoritmos criptográficos padrão para RSA e ECC.

Podman:  o que é isso?

Para oferecer suporte aprimorado ao contêiner Linux, o Red Hat Enterprise Linux 7.6 apresenta o Podman. Esta é uma ferramenta de código aberto projetada como parte do kit (de ferramentas) de contêineres leves da Red Hat. Foi desenvolvida com recursos de segurança de nível corporativo. Assim, ela permitirá aos usuários construir, executar e compartilhar contêineres Linux.

O Podman pode iniciar e executar contêineres independentes (não orquestrados) a partir da linha de comando, como serviços por meio do systemd ou por meio de uma API remota. Esses mesmos recursos podem ser usados ??para chamar grupos de contêineres em um único nó, também chamados de pods. Não requer um daemon para funcionar, explica a Red Hat.

No front de gerenciamento e automação, o Red Hat Enterprise Linux 7.6 adiciona o Console Web do Red Hat Enterprise Linux (Red Hat Enterprise Linux Web Console). Isso é feito a partir da inclusão de uma nova interface para controlar os serviços de firewall. Além disso, esse processo leva em conta a configuração automática de SSO (Single Sign-On) para gerenciamento de identidade e exibição de atualizações disponíveis na página Resumo do Sistema (System Summary).

Por fim, o Red Hat Enterprise Linux 7.6 integra o Filtro de Pacotes Berkeley (eBPF) estendido para um mecanismo mais seguro e eficaz para monitorar a atividade dentro do kernel do Linux.

O Red Hat Enterprise Linux 7.6 Beta está disponível para clientes Red Hat Enterprise e pode ser baixado do Portal do Cliente da Red Hat.

Fonte

Claylson
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Bodhi Linux e Freespire têm novas versões

Previous article

Conheça Picular, o Google das cores

Next article

You may also like