in

Roku produzirá seu próprio conteúdo original

Roku quer ser o novo Netflix e produzir seu próprio conteúdo original

roku-produzira-seu-proprio-conteudo-original
Imagem: Roku

A Roku, empresa famosa por sua plataforma de TV e reprodutores de mídia digital populares está aparentemente buscando algo além de apenas reproduzir o conteúdo de outras plataformas. Há informações de que a Roku produzirá seu próprio conteúdo original.

roku-produzira-seu-proprio-conteudo-original
Imagem: Roku

De acordo com um relatório da Protocol, Roku já está buscando uma equipe de produção para seu próprio conteúdo original. As informações surgiram após uma vaga de emprego recentemente descoberta. A vaga para Advogado Líder de Produção foi anunciada há quatro semanas, embora o cargo aparentemente já tenha sido preenchido. Entre as responsabilidades do papel está negociar, redigir acordos e fornecer orientação jurídica “para as produções episódicas e de longa-metragem originais de Roku”.

Planos de produção de conteúdo original da Roku

A verdade é que os planos exatos para o Roku são desconhecidos, mas não muito depois que a empresa arrebatou o serviço de streaming falido, Quibi. A empresa anunciou em um blog que iria disponibilizar os programas Quibi ainda este ano nos melhores aparelhos Roku. Dessa forma, é possível que essa mudança tenha algo a ver com a compra da plataforma.

A verdade é que a vaga de emprego descoberta, abre uma boa margem para imaginação. A menção de produções de longa-metragem no anúncio de emprego indica que Roku pode ter planos maiores em mente. Seria uma concorrente em potencial da Netflix, por exemplo?

O conteúdo original do Roku à la Netflix pode não ser uma ideia tão ruim. Na verdade não é nada ruim! Os reprodutores Roku estão entre os melhores dispositivos de streaming disponíveis e até vêm pré-instalados em muitas TVs, então já teriam o alcance de que precisam.

No entanto, se a empresa pensa em “assumir” o espaço da Netflix e Apple TVs pelo mundo, seria necessária uma boa estratégia para atrair sua já vasta quantidade de usuários a adicionar mais uma assinatura ao seu catálogo. O cenário pode até ser propício, mas a empresa precisa ponderar muita coisa antes de enveredar por esses caminhos.

Com informações de: Android Authority

Escrito por Jardeson Márcio

Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Atualmente é professor substituto na mesma Instituição e assessora a Secretaria de Planejamento, Orçamento e Meio Ambiente de sua cidade.
Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias.
Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.

android-12-pode-trazer-o-modo-de-uma-mao

Android 12 pode trazer o “modo de uma mão”

aquisicao-da-essential-pela-nothing-tem-a-ver-com-patentes

Aquisição da Essential pela Nothing tem a ver com patentes