in

Saiba o que é o protocolo MQTT e como ele funciona

Saiba o que é o protocolo MQTT e como ele funciona. Neste artigo, veja características sobre esse protocolo relacionado à IoT.

Saiba o que é o protocolo MQTT e como ele funciona
Saiba o que é o protocolo MQTT e como ele funciona. Imagem: Reprodução / IoT Tech Trends.

Comunicação eficiente é a chave para fazer a Internet das Coisas (IoT) parecer harmoniosa e fácil de usar. Nos bastidores, isso pode ser complicado. Às vezes, quando se trata de velocidade, os protocolos padrões nos quais a Internet se baseia não funcionam. É aí que você se volta para protocolos alternativos como o MQTT.

O que é o MQTT?

MQTT significa Message Queuing Telemetry Transport. Pode parecer complicado, mas é uma simples alternativa a outros protocolos como o HTTP. O MQTT está rapidamente se tornando um dos protocolos preferidos para aplicações IoT.

Ele está ganhando notoriedade nos anos recentes, mas o MQTT foi primeiro introduzido lá em 1999. Desde então, o protocolo visa coletar dados de múltiplos dispositivos e rapidamente levá-los a um ponto central. Isso torna-o adequado para a IoT.

Seu nome pode não ser tão reconhecível quanto o HTTP, mas isso não significa que o MQTT não seja amplamente usado. Uma das aplicações mais amplamente usadas que adotam o MQTT é o Facebook Messenger. O serviço não usa-o com exclusividade, mas faz uso dele. Outros incluem a Microsoft Azure IoT Hub, Amazon IoT e Node-RED.

Como o MQTT funciona?

O MQTT é um protocolo projetado para dispositivos com largura de banda baixa. Isso ajuda-o a trabalhar bem com hardware limitado, mas também ajuda a aumentar a velocidade quando é usado corretamente.

Os dispositivos podem publicar mensagens para um certo tópico e inscrever-se em outro. Por exemplo, sua casa poderia ser um tópico, enquanto um determinado quarto poderia ser outro.

Saiba o que é MQTT e como esse protocolo funciona
O intermediário open source Mosquitto pode rodar em um Raspberry Pi. Imagem: Reprodução / IoT Tech Trends.

As mensagens podem ser dados puros, mas elas também podem ser comandos. Isso permite uma aplicação, plataforma ou motor de regras enviar um comando para uma peça de hardware de IoT e depois receber a informação de volta.

Como o protocolo MQTT difere do HTTP

O MQTT usa cabeçalhos simples de dois bytes para mensagens, então ele é mais leve do que o HTTP. Dessa forma, estabelecer uma conexão inicial pode demorar mais do que o HTTP, segundo um estudo do Google. Isso significa que a vantagem trazida pelo MQTT está em reusar uma conexão estabelecida pelo máximo de tempo possível.

MQTT e HTTP têm diferentes objetivos, mas não há nada que diga que você não possa usar ambos. Por exemplo, muitos projetos usam o MQTT para comunicação entre dispositivos e o HTTP para permitir que usuários controlem os dispositivos via web.

O papel do protocolo MQTT nos dias de hoje

Certamente, qualquer protocolo tem potenciais problemas de segurança. O HTTP tem sido usando por tempo suficiente para que muitos de seus potenciais problemas tenham sido encontrados e abordados até agora. O mesmo não pode ser dito do protocolo MQTT.

Relatórios recentes mostraram que talvez tenhamos de ficar de olho no MQTT já que ele é fácil de usar de uma maneira insegura. Certifique-se de manter isso em mente quando considerar qual plataforma escolher para suas aplicações IoT.

Afinal, você gostou de conhecer o protocolo MQTT?

Não deixe de compartilhar!

Fonte: IoT Tech Trends

Leia também: Como dispositivos IoT poderiam abrir mão de baterias

Written by Leonardo Santana

Astrônomo amador e eletrotécnico. Apaixonado por TI desde o século passado.

GNOME 3.36 será lançado em 11 de março

GNOME 3.36 será lançado em 11 de março

Fale todas as línguas com esse tradutor em tempo real!

Fale muitas línguas com esse tradutor em tempo real!