in

Samsung diz que novos OLED emitem menos luz azul e são otimizados para o 5G

A Samsung diz que seus novos painéis OLED emitem 70% menos luz azul do que os anteriores.

Samsung diz que novos OLED emitem menos luz azul e são otimizados para o 5G
Imagem: Reprodução | Extreme Tech.

A Samsung está sempre na vanguarda da tecnologia de exibição OLED. Todos os principais smartphones lançados estabelecem novos recordes em brilho, precisão de cores e muito mais. Agora, a Samsung anunciou uma nova geração de painéis OLED que emitem menos luz azul. Além disso, eles são otimizados para o 5G, o que quer que isso signifique.

Fomos alertados sobre os perigos da luz azul dos monitores por anos, mas pesquisas sobre isso sempre foram questionáveis. Além disso, estamos começando a ouvir que os “modos noturnos” empregados pela maioria dos smartphones para melhorar o sono podem ser realmente piores para nossas vistas. Ainda assim, a maioria dos fabricantes de smartphones está na mentalidade de “luz azul ruim”, e a Samsung diz que seus novos painéis OLED emitem 70% menos luz azul do que os anteriores.

Samsung diz que novos OLED emitem menos luz azul

A nova tecnologia de painel OLED emite apenas 6,5% de luz azul contra 7,5% nos modelos de última geração. Além disso, esse valor é cerca de 70% menor que os painéis LCD atuais, que emitem mais luz azul como conseqüência de sua tecnologia de luz de fundo. Dessa maneira, a Samsung diz que o painel ganhou uma certificação de Eye Care Display da SGS na Suíça.

Ainda mais, a Samsung diz que suas novas telas são “otimizadas para o 5G”. Você provavelmente está pensando que os OLEDs não têm nada a ver com 5G e você está certo. A Samsung está fazendo todo o possível para colocar o 5G na discussão. Seu ponto é que essas telas são melhores que outras e o 5G pode (teoricamente) fornecer mídia e jogos de streaming de alta qualidade.

Samsung diz que novos OLED emitem menos luz azul e são otimizados para o 5G
Imagem: Reprodução | Extreme Tech.

Há um elemento desses novos monitores que pode realmente melhorar sua experiência em dispositivos móveis. Os mais recentes OLEDs da Samsung exigirão apenas 1,3 W de energia, em comparação com os 1,5 W das versões mais antigas. Isso representa uma redução de 15% no consumo de energia, o que poderia ajudar a compensar o consumo adicional das altas taxas de atualização, como visto no Galaxy S20 Ultra.

A Samsung ainda está usando os OLEDs “antigos” com mais luz azul em sua nova linha de smartphones S20, que começará a ser comercializada na próxima semana. No entanto, você pode esperar que essa nova tecnologia de exibição encontre seu caminho nos lançamentos do final de 2020 da empresa.

Fonte: Extreme Tech

Escrito por Leonardo Santana

Profissional da área de manutenção e redes, astrônomo amador, eletrotécnico e apaixonado por TI desde o século passado.

Microsoft removerá a Cortana de seu lançador Android em abril

Microsoft removerá a Cortana de seu lançador Android em abril

OpenStack Ussuri já está disponível para o Ubuntu 20.04 LTS e 18.04 LTS

Red Hat lança nova versão do OpenStack