in

Senadores dos EUA querem que montadoras instalem tecnologia que detecta motoristas bêbados

Medida visa proteger os próprios motoristas e terceiros.

Senadores dos EUA querem que montadoras instalem tecnologia que detecta motoristas bêbados
Acima: O senador norte-americano Tom Udall em Fort Yates, Dakota do Norte, EUA, em 26 de outubro de 2018. Crédito da imagem: REUTERS / Dan Koeck.

Já pensou em tecnologia que detecta bêbados instalada em carros? Pois bem, dois senadores dos EUA planejam introduzir legislação que exigiria que as montadoras instalassem tecnologia para impedir que motoristas intoxicados ligassem um veículo. Isso até meados da próxima década.

Por mais de 10 anos, as principais montadoras e a Administração Nacional de Segurança no Trânsito de Rodovias dos EUA (NHTSA, sigla em inglês) pesquisam soluções de tecnologia para evitar acidentes de trânsito.

Senadores dos EUA querem tecnologia que detecta motoristas bêbados

Em 2017, 10.847 pessoas foram mortas em acidentes nas estradas dos EUA envolvendo um motorista intoxicado. Os custos para a sociedade ficaram próximos de US$ 200 bilhões, segundo dados da NHTSA.

Os senadores Tom Udall (Democrata) e Rick Scott (Republicano) introduzirão legislação para determinar essa tecnologia em todos os veículos novos dentro de quatro anos após a aprovação do projeto de lei. Além disso, instruirão o governo federal a trabalhar com fabricantes de automóveis, fornecedores, universidades e outros para garantir que esses veículos estejam disponíveis para venda o mais cedo possível.

Udall disse que acredita que a tecnologia estará pronta.

Em entrevista à Reuters, Udall disse:

Esta questão tem uma urgência real. O setor é frequentemente resistente a novas obrigações. Queremos o apoio deles, mas precisamos fazer isso, quer o tenhamos ou não — vidas estão em risco.

Um projeto semelhante foi introduzido na Câmara dos Deputados dos EUA por Debbie Dingell (Democrata) que exigiria a definição de regras para dispositivos avançados de detecção de álcool em veículos até 2024.

Os senadores querem estabelecer um programa piloto para implantação da tecnologia por órgãos federais.

A NHTSA investiu mais de US$ 50 milhões em 10 anos em tecnologia relacionada. Além disso, o equipamento já está passando por testes limitados em campo em Maryland e na Virgínia, segundo Udall.

Modos de detecção

As montadoras podem usar dispositivos para determinar o nível de álcool no sangue de um motorista que esteja tocando no volante ou no botão de partida do motor. Além disso, podem instalar sensores para monitorar passivamente os movimentos da respiração ou dos olhos do motorista, segundo Udall.

Em março, a montadora sueca Volvo disse que planeja instalar câmeras e sensores em seus carros a partir do início dos anos 2020. Dessa maneira, isso monitorará os motoristas quanto a sinais de embriaguez ou distração e intervirá para evitar acidentes.

A Volvo, de propriedade da chinesa Geely Automobile Holdings Ltd., disse que a intervenção se o motorista estiver bêbado, cansado ou verificar um telefone celular pode envolver a limitação da velocidade do carro, alertar o serviço de assistência “Volvo on Call” ou desacelerar e estacionar o veículo.

Senadores dos EUA querem que montadoras instalem tecnologia que detecta motoristas bêbados
A montadora sueca Volvo disse que planeja instalar câmeras e sensores em seus carros.

Tecnologia que detecta bêbados

A NHTSA disse no ano passado que 7.000 vidas anualmente poderiam ser salvas com a tecnologia, impedindo motoristas intoxicados de ficar ao volante. Dessa maneira, os pais podem proteger as crianças “programando o sistema para zero (álcool detectado) — o limite legal para motoristas menores de 21 anos [nos EUA]”, afirmou a agência.

Assim, a agência e as montadoras pesquisaram um sistema que mostra a respiração do motorista. Além disso, outra tecnologia mede os níveis de álcool no sangue sob a superfície da pele, passando uma luz infravermelha pela ponta do dedo do motorista.

Por fim, o grupo de advocacia Mothers Against Drunk Driving (em tradução livre: Mães Contra Direção Embriagada) apóia o esforço para implementar a tecnologia. Além disso, J.T. Griffin, diretor de assuntos governamentais do grupo, disse que o grupo está dando o máximo quanto a este assunto. Eles veem isso como a maneira de eliminar a direção embriagada.

Neste artigo, você viu que senadores dos EUA querem que montadoras instalem tecnologia que detecta motoristas bêbados.

Se gostou, não deixe de compartilhar!

Fonte: Venture Beat

Leia também:

Conheça o computador autônomo de um carro elétrico da Tesla

Satélites IoT podem se tornar uma realidade

Escrito por Leonardo Santana

Astrônomo amador e eletrotécnico. Apaixonado por TI desde o século passado.

Pesquisadores do MIT desenvolvem rede neural que recupera informações claras de imagens borradas

Pesquisadores do MIT desenvolvem rede neural que recupera informações claras de imagens borradas

Arquivos WAV com códigos maliciosos são utilizados para mineração

Arquivos WAV com códigos maliciosos são utilizados para mineração