in

Setor de TI enfrenta problemas com suprimentos à medida que as tensões entre China e EUA aumentam

Embargos e tarifas certamente são uma possibilidade.

As empresas de TI que dependem da China para negócios ou para suprimentos podem estar um pouco preocupadas com o fato de os EUA estarem prestes a cortar os laços com o país. O presidente Donald Trump renovou sua ameaça de cortar os laços com a China, um dia depois que seus principais diplomatas mantiveram conversas com Pequim.

Um diplomata dos EUA descreveu as relações como tensas depois das primeiras conversações diplomáticas de alto nível em meses. Trump agora está ameaçando fazer uma “dissociação completa da China”. Isso pode ser apenas arrogância de Trump, mas embargos e tarifas certamente seriam uma possibilidade.

Setor de TI enfrenta problemas com suprimentos à medida que as tensões entre China e EUA aumentam

A indústria de tecnologia dos EUA depende muito da China e tem sofrido até agora. Por exemplo, o coronavírus na China interrompeu o fornecimento para Apple e Intel e muitos outros fabricantes de hardware.

Assim, se Trump aumentar as tarifas de produtos fabricados na China (ou a China contra-atacar e recusar que as empresas americanas vendam seus produtos por lá), as empresas de tecnologia dos EUA aumentarão o preço de seus produtos e perderão um grande número de clientes.

Setor de TI enfrenta problemas com suprimentos à medida que as tensões entre China e EUA aumentam
Autoridades americanas reclamam que o desenvolvimento tecnológico de Pequim se baseia, pelo menos em parte, no conhecimento estrangeiro roubado.

A Apple, por exemplo, esperava que seus números decrescentes aumentassem agora que a China começou a comprar novamente, mas se os chineses retaliarem seus produtos podem ser tributados.

Por fim, caso queira ler mais matérias sobre código aberto, Linux, Android, hardware, internet, programação e ficar atualizado com as novidades do mundo da tecnologia, acompanhe as matérias no canal do Sempre Update no Telegram.

Fonte: Fudzilla

Leia mais:

China exige que EUA retirem sanções contra fornecedores de tecnologia

China quer punir Apple, Qualcomm e outras empresas para se vingar dos EUA