in

SpaceX implanta 50% dos satélites para o seu sonho de internet global

A SpaceX agora tem cerca de 240 satélites em sua constelação, a maior em órbita até hoje.

Internet da rede Starlink da SpaceX se prepara para usuários beta
Vista de 60 satélites da Starlink da SpaceX em órbita. Foto: SpaceX.

A empresa privada de voos espaciais de Elon Musk, a SpaceX, lançou com sucesso em órbita o quarto lote dos satélites da rede de internet global Starlink. Além disso, realizou um pouso do foguete Falcon 9 em 29 de janeiro de 2020.

Com o lançamento, o foguete Falcon 9 fez seu terceiro voo e começou sua jornada às 9h06 (EST) do Space Launch Complex 40, na Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral, na Flórida.

SpaceX lança satélites para montar internet global

Conforme relatado pelo site Space.com, o foguete Falcon 9 carregava 60 satélites da Starlink e teve um papel significativo no aumento do número de satélites na constelação. O lançamento bem-sucedido fez da constelação Starlink uma das maiores em órbita até hoje.

Alguns dias atrás, a SpaceX foi forçada a adiar a missão de lançamento devido aos fortes ventos. Dessa maneira, a empresa privada de voos espaciais concentrou-se em executar a tarefa com êxito no dia 29 de janeiro.

O foguete Falcon 9, que era a estrela da missão, foi primeiramente nomeado como B1051.3 pela SpaceX. Anteriormente, ele levou a cápsula Crew Dragon para a estação espacial (Demo 1) como parte da missão não tripulada da SpaceX.

A SpaceX projetou o Falcon 9 de forma a poder voar até 10 vezes com modificações e serviços mínimos. O primeiro estágio do foguete tocou suavemente a plataforma de aterrissagem chamada “Of Cource I Still Love You”, após seu lançamento bem-sucedido.

SpaceX implanta 50% dos satélites para o seu sonho de internet global
O CEO da SpaceX, Elon Musk, disse que precisará de cerca de 400 satélites para cobertura mínima. Crédito: MKBHD/YOUTUBE.

Rede de internet Starlink da SpaceX

O lançamento de 60 satélites da Starlink fazia parte do objetivo da SpaceX de conectar o mundo à rede Starlink e focar no fornecimento de cobertura de internet em todo o mundo. Todos os satélites da Starlink pesam cerca de 220 kg e são idênticos. Com o mais recente lançamento bem-sucedido, a SpaceX agora tem cerca de 240 satélites em sua constelação, a maior em órbita até hoje.

O CEO da SpaceX, Elon Musk, disse que precisará de cerca de 400 satélites para cobertura mínima. Por outro lado, serão necessários cerca de 800 satélites para fornecer cobertura moderada. Como a empresa chegou a meio caminho para atingir a meta de cobertura mínima, o serviço global de internet pode começar a qualquer momento este ano. De acordo com as especulações, os primeiros lugares que receberão a conectividade com a internet via Starlink serão os EUA e o Canadá.

Fonte: Fossbytes

Escrito por Leonardo Santana

Profissional da área de manutenção e redes, astrônomo amador, eletrotécnico e apaixonado por TI desde o século passado.

Candidatura: Eleição para o Conselho Mundial openSUSE Linux 2019/2020

Candidatura: Eleição para o Conselho Mundial openSUSE Linux 2019/2020

WireGuard 1.0.0 é alternativa VPN moderna e segura ao OpenVPN/IPsec

Ubuntu 20.04 LTS adiciona suporte a WireGuard