SempreUPdate
Notícias sobre Ubuntu, Debian, Fedora, Linux, Android, Tecnologia, LibreOffice e muito mais!

SUSE completa 25 anos com atuação especializada em open source

Há 26 anos, Linus Torvalds, um universitário do curso de ciência da computação da Finlândia, deu início a criação de um sistema operacional gratuito como um “hobby”. O que ele não sabia é que esse sistema operacional se tornaria o maior de código aberto do mundo com o nome de Linux, em homenagem ao seu criador.

Hoje, o Linux é utilizado pelas mais diversas empresas nos mais variados processamentos de informações. O sistema é utilizado, por exemplo, com as soluções Open Source da SUSE, empresa pioneira em infraestrutura de software baseada em código aberto, em ambientes de missão crítica.

A SUSE, que foi a primeira a acreditar nesse projeto e apostar em uma distribuição Linux Enterprise, completa 25 anos em 2017 e reforça seus investimentos em um portfólio que atenda as exigências do mercado para armazenamento definido por software com o crescimento da virtualização de servidores. Ao longo desses anos, a companhia acumulou expertise e reconhecimento do mercado global, já tendo atendido milhares de clientes, além de ter apresentado um crescimento expressivo nos últimos anos, que atingiu 18% globalmente em 2016.

Tal fortalecimento é parte da estratégia de expansão da empresa que, com a conclusão da aquisição de tecnologias e talentos da Hewlett Packard Enterprise (HPE), passou a trabalhar em uma oferta 100% open source focada na expansão da solução Openstack de Infraestrutura as a Service (IaaS) e acelerou sua entrada no mercado em ascensão de Plataforma as a Service (PaaS), tudo baseado no Cloud Foundry.

Quanto às novidades da empresa no setor, destaque para a mais recente delas, a Plataforma Suse CaaS (Container as a Service), a qual permite o desenvolvimento e acompanhamento para aplicativos e serviços baseados em containers.

O CaaS tem se tornado cada vez mais relevante, visto que as organizações que procuram melhorar a agilidade comercial estão adotando uma abordagem nessa infraestrutura para suportar a contenção de suas aplicações. A maioria está em containers de aplicativos já existentes ou usando uma moderna arquitetura de microservices. A nova plataforma da SUSE suporta ambas as táticas, ajudando os clientes a serem mais ágeis e a reduzirem os custos operacionais.

De acordo com uma pesquisa realizada pela própria companhia, 95% das empresas expressaram interesse na abordagem de armazenamento flexível e quase dois terços, ou seja, 63%, disseram que devem adotar o storage definido por software nos próximos 12 meses. Com isso, surge a importância de ter um sistema capaz de trazer esta tecnologia para os aplicativos como container.

Com uma atuação global, a SUSE vem olhando com mais cuidado para determinados mercados a fim de solidificar sua atuação. Um exemplo disso é o que vem acontecendo na América Latina, principalmente no Brasil, onde, nos últimos dois anos, a companhia duplicou sua equipe de vendas e está constantemente investindo na contratação de engenheiros e desenvolvedores locais, uma medida que visa fomentar cada vez mais a capacitação desses profissionais, além de prestigiar o que o mercado brasileiro tem de melhor.

“Nossos investimentos em capacitação profissional local e em plataformas que auxiliam cada vez mais as comunidades reforçam que nossos 25 anos de existências trazem experiência ao nosso crescente portfólio de aplicações”, observa Sérgio Toshio, VP e General Manager da SUSE na América Latina.

Também como parte da estratégia de reforço de sua atuação nesses 25 anos, recentemente a companhia não tem medido esforços para estreitar parcerias com grandes nomes do mercado de tecnologia como Microsoft, SAP, IBM, HPE, Lenovo e Fujitsu, entre outros. Esta última, inclusive, lançou recentemente um novo serviço de suporte em parceria com a SUSE, para atender a demanda da indústria em um programa de Linux corporativo.

Comentários