Esta semana, a Microsoft anunciou que está comprando o GitHub por US $ 7,5 bilhões. A polêmica foi enorme, com grande debandada de desenvolvedores para serviços concorrentes. Agora, quem se pronunciou foi o diretor executivo da The Linux Foundation, Jim Zemlin. Em seu relato, ele conta que esperou alguns dias para se pronunciar. Assim, ele alega ter feito uma “reflexão ponderada”. Para Jim, “esta é uma boa notícia para o mundo do código aberto e devemos comemorar movimento inteligente da Microsoft”. Em seguida, ele passa a destacar os pontos positivos da plataforma.

Primeiramente, ele diz acreditar que Git foi mais um projeto de Linus Torvalds que “mudou o mundo, resultou na evolução de como o software é desenvolvido e gerou bilhões de dólares em valor. O Git gerou muitas das ferramentas e projetos dos quais o mundo depende”(…) .

[bs-quote quote=”O GitHub inaugurou a era da “codificação social” e reuniu milhões de desenvolvedores de uma forma que não tínhamos visto antes na comunidade de código aberto, criando uma ferramenta que era fácil para as pessoas aprenderem e que foi super útil para o desenvolvimento coletivo de software.  ” style=”default” align=”center” author_name=”Jim Zemlin” author_job=”Diretor executivo da The Linux Foundation” author_avatar=”https://sempreupdate.com.br/wp-content/uploads/2018/06/jim.jpeg” author_link=”https://www.linuxfoundation.org/author/jzemlin/”][/bs-quote]

Jim reconhece que há motivos para a desconfiança  por parte da comunidade que defende código aberto em relação à Microsoft. Ele mesmo afirma que passou boa parte da carreira zombando da Microsoft. “Mas os tempos mudaram e é hora de reconhecer que todos crescemos – a indústria, a comunidade de código aberto, até eu”, afirma.

Ele diz que está havendo uma confusão de conceitos entre comprar o GitHub e comprar o mundo “open source”. Jim afirma que dois dos projetos que mais crescem na família Linux Foundation, Kubernetes e Node.js, são desenvolvidos no GitHub. Da mesma forma, isso não implica legalmente na aquisição desses projetos pela Microsoft. Segundo ele, após consultar advogados especializados, concluiu que os proprietários dos direitos autorais do projeto mantêm a propriedade de seu código.

Nova postura da Microsoft  

Por outro lado, Jim elogiou a nova postura da Microsoft em relação ao código aberto, desde a chegada de Satya Nadella. “A Microsoft abriu uma tonelada de códigos e contratou grandes desenvolvedores que estão profundamente engajados no código aberto”. 

Jim destaca, ainda, a importância e compromisso de plataformas como GitHub, GitLab ou Stack Overflow.  “A Microsoft tem os meios e a experiência para melhorar o GitHub. Eles trouxeram Nat Friedman como CEO da GitHub, alguém que conheço há anos e que é respeitado na comunidade de código aberto há algumas décadas”.

[bs-quote quote=”A comunidade de código aberto deve estar preocupada? Provavelmente não. Comprar o GitHub não significa que a Microsoft tenha se envolvido em algum plano sinistro para “possuir” os mais de 70 milhões de projetos de código aberto no GitHub. A maioria dos projetos importantes no GitHub é licenciada sob código aberto, que trata da propriedade intelectual. A marca registrada e outros ativos de propriedade intelectual são geralmente de propriedade de uma organização sem fins lucrativos como a Linux Foundation. E vamos ser bem claros – os corações e mentes dos desenvolvedores não são algo que alguém “compra” – eles são algo que se “conquista” .” style=”style-17″ align=”center” author_name=”Jim Zemlin” author_job=”The Linux Foundation”][/bs-quote]

Valorização de desenvolvedores

Além disso, segundo Jim, a Microsoft quer valorizar também os desenvolvedores de código aberto e não acabar com eles. Por fim, o diretor da Linux Foundation afirma que esta não foi uma mudança repentina. Segundo ele, a Microsoft tornou-se um dos principais contribuidores do Linux e Kubernetes. “Eles desenvolvem e distribuem produtos baseados em Linux, eles abriram o .NET, e são patrocinadores da The Linux Foundation, da Apache Software Foundation, da Open Source Initiative e de muitos esforços similares. Seu compromisso com o código aberto está ativo há anos”.

Para ele, este é um momento a ser comemorado. Além disso, lembra que a adoção de códigos abertos só cresce em todo o mundo. Com certeza, os códigos estão nos mais diversos setores da economia. Por exemplo, desde o funcionamento de carros e relógios inteligentes, passando pela Bolsa de Valores, Internet e supercomputadores.

Concluindo, ele diz que “desenvolvedores de código aberto mudaram nosso mundo. A Microsoft entende isso, e é por isso que eles compraram o GitHub. Eu, pelo menos, estou animado para ver as melhorias que eles vão fazer”, finaliza Jim.

Claylson
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Fedora 29 tem planos para criptografia e arquitetura i686

Previous article

Devuan e Gecko lançam versões estáveis

Next article

You may also like

More in Notícias