GitHub é vendido à Microsoft

Depois de muitas especulações, o GitHub é vendido à Microsoft por nada menos que US$ 7,5 bilhões. A expectativa do mercado era de um valor pouco acima de US$ 5 bilhões. Em 2015, o GitHub foi avaliado em US$ 2 bilhões.

A Microsoft espera que a aquisição do GitHub seja concluída até o final do ano. Assumindo o papel de CEO do GitHub, estará Nat Friedman, o co-fundador da Xamarin, e um nome bem conhecido por muitos usuários do LinuxNat Friedman também foi co-fundador, junto a Miguel de Icaza, do XimianNat está na Microsoft desde que esta adquiriu a Xamarin há vários anos. Também vale a pena notar que Friedman foi o co-criador da Fundação GNOME.

No anúncio, a empresa afirma que a “aquisição irá capacitar os desenvolvedores, acelerar o crescimento do GitHub e avançar nos serviços da Microsoft“.

Nova equipe GitHub Microsoft

Da esquerda para a direita: Chris Wanstrath, CEO e co-fundador da Github; Satya Nadella, CEO da Microsoft; e Nat Friedman, vice-presidente corporativo da Microsoft, Developer Services.

 

O GitHub é a plataforma líder mundial de desenvolvimento de software, em que mais de 28 milhões de desenvolvedores aprendem, compartilham e colaboram. “Juntas, as duas empresas capacitarão os desenvolvedores a obter mais em cada estágio do ciclo de vida de desenvolvimento, acelerar o uso corporativo do GitHub e levar as ferramentas e os serviços de desenvolvedor da Microsoft para novos públicos”, diz a nota.

[bs-quote quote=”Ao unir forças com o GitHub, fortalecemos nosso compromisso com a liberdade, a abertura e a inovação dos desenvolvedores. Reconhecemos a responsabilidade da comunidade que assumimos com este acordo e faremos o nosso melhor trabalho para capacitar cada desenvolvedor a construir, inovar e resolver os desafios mais urgentes.” style=”default” align=”center” author_name=”Satya Nadella” author_job=”CEO da Microsoft.” author_avatar=”https://sempreupdate.com.br/wp-content/uploads/2018/06/Satya_Nadella.jpg” author_link=”https://blogs.microsoft.com/blog/2018/06/04/microsoft-github-empowering-developers/”][/bs-quote]

A Microsoft afirma, ainda, que o GitHub vai operar de forma independente, mantendo o foco em plataforma aberta para todos os desenvolvedores em todos os setores. “Os desenvolvedores continuarão a poder usar as linguagens de programação, ferramentas e sistemas operacionais de sua escolha para seus projetos – e ainda poderão implementar seu código em qualquer sistema operacional, qualquer nuvem e qualquer dispositivo”.

O atual CEO da GitHub, Chris Wanstrath, se tornará um membro técnico da Microsoft, subordinado ao vice-presidente executivo Scott Guthrie, para trabalhar em iniciativas estratégicas de software.

GitHub e Microsoft

A Microsoft destaca a importância do GitHub como um grande centro de desenvolvimento de softwares. “O GitHub é o lar de desenvolvedores modernos e o destino mais popular do mundo para projetos de código aberto e inovação de software. A plataforma hospeda uma rede crescente de desenvolvedores em quase todos os países, representando mais de 1,5 milhão de empresas nos setores de saúde, manufatura, tecnologia, serviços financeiros, varejo e muito mais”, destaca o anúncio.

Após o fechamento, a Microsoft espera que os dados financeiros do GitHub sejam reportados como parte do segmento Intelligent Cloud. A Microsoft espera que a aquisição seja positiva para o lucro operacional no ano fiscal 2020.

Mais informações estão disponíveis em link abaixo

Site da Microsoft news

Áudio da Conferência sobre a compra (em inglês)

Alternativas ao GitHub

O anúncio da venda provocou uma debandada de desenvolvedores do GitHub. As plataformas mais procuradas são o GitLab e o BitBucket da Atlassian. O GitLab diz que aumentou em 10 vezes a quantidade diária normal normal de repositórios. Por este motivo, está, incrementando melhorias.

 

A empresa está oferecendo aos novos usuários um desconto de 75% nos pacotes Gold e Ultimate.

GitLab

Claylson
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

4MLinux eQ4OS lançam novas versões

Previous article

Kernel Linux 4.17 traz o codinome “Merciless Moray”

Next article

You may also like

More in Notícias