in

Toyota é movido a Linux

Toyota é movido a Linux

Depois da Hyunday anunciar que adotaria o código aberto em seus veículos inteligentes, chegou a vez da fabricante Toyota Motors também se mostrar favorável à iniciativa. Todos os veículos da Toyota e veículos Lexus vão usar o Automotive Grade Linux (AGL) principalmente para o sistema de infotainment.

Brian R Lyons, da TMNA ??Toyota Motor Corp América do Norte, falou sobre a implementação do Linux nos sistemas de infotainment da Toyota e da Lexus. Como já falamos anteriormente, o Automotive Grade Linux (AGL) está sendo usado por vários fabricantes de automóveis.

Segundo Brian, a parceria com o Linux é fundamental para a Toyota Motors porque,

como líder em tecnologia, a Toyota percebeu que adotar a metodologia de desenvolvimento de código aberto é a melhor maneira de acompanhar o ritmo acelerado das novas tecnologias.

Parceria já dura alguns anos

A Toyota, entre outras empresas automotivas, considera um sistema operacional baseado em Linux mais barato e mais rápido quando se trata de atualizações em comparação ao uso de software proprietário.

Portanto, você poderia estar usando Linux em seu carro há algum tempo sem se dar conta disso.

A Toyota tem sido um membro ativo e colaborador da AGL desde seu lançamento há mais de cinco anos, colaborando com outros OEMs, Tier 1s e fornecedores para desenvolver uma plataforma robusta baseada em Linux com maior segurança e capacidades, disse Brian.

Toyota Infotainment

Em 2011, a Toyota se juntou à Linux Foundation e iniciou discussões sobre o software IVI (In-Vehicle Infotainment) com outros fabricantes de carros e empresas de software. Como resultado, em 2012, o grupo de trabalho Automotive Grade Linux foi formado na Linux Foundation.

O que a Toyota fez inicialmente no grupo AGL foi usar a abordagem de “código primeiro” tão normal quanto nos domínios de código aberto. Então, deu início a conversa sobre qual caminho seguir (sem trocadilhos) especificando os requisitos que haviam sido discutidos entre todos os envolvidos na fabricação de veículos automotores. 

Custos reduzidos

Hyundai junta-se à Fundação Linux

A Toyota já havia percebido que compartilhar o código do software entre as empresas Tier1 seria essencial na época em que ele se juntou à Linux Foundation. Isso porque o custo de manutenção de um software tão grande era muito caro. A Toyota e suas empresas fornecedoras Tier1 queriam gastar mais recursos em novas funções e novas experiências do usuário, em vez de manter o código convencional por si só.

Isso é algo enorme, já que as empresas automotivas se juntaram para promover a cooperação. Muitas empresas adotaram isso depois de achar um software proprietário caro.

Hoje, o AGL é usado para todos os veículos da Toyota e Lexus e é usado em todos os mercados onde os veículos são vendidos.

Escrito por Claylson

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

configurar o sudo

Como configurar o sudo no Linux

red-hat-unifica-automatizacao-por-cloud-hibrida-com-novo-red-hat-ansible-tower

Red Hat unifica automatização por cloud híbrida com novo Red Hat Ansible Tower