Martin Wimpress que é o principal desenvolvedor do Ubuntu MATE, e já trouxe a notícia que as novas instalações do Ubuntu MATE contaram com um novo layout chamado de “Familiar” para as novas instalações a partir do Ubuntu MATE 18.04 LTS (Bionic Beaver). De acordo com Martin Wimpress, o novo layout é baseado no tradicional, com a barra de menu substituída pelo menu Brisk, que foi usado em versões anteriores do Ubuntu MATE.

A decisão de substituir o layout tradicional pelo Familiar foi tomada devido a algumas questões técnicas quando o time de desenvolvimento tentou atualizá-lo para Ubuntu MATE 18.04 LTS (Bionic Beaver). O tradicional ainda estará disponível, mas não habilitado por padrão, e não tem alterações.

[bs-quote quote=”Experimentei com uma mudança no layout tradicional no ciclo de desenvolvimento 18.04 e isso foi encontrado com alguma hostilidade e pôs em dúvida o meu compromisso com a opinião da comunidade porque se desviou de algo que eu anteriormente comuniquei, que reteríamos o layout tradicional como padrão” style=”default” align=”center” author_name=”Martin Wimpress” author_job=”Desenvolvedor do Ubuntu MATE”][/bs-quote]

MATE 18.04 LTS (Bionic Beaver) será o lançamento mais aguardado!

Além do layout padrão atualizado, o Ubuntu MATE 18.04 LTS promete ser o melhor lançamento de sua história, devido ao suporte HiDPI aprimorado, melhor suporte para o Menu Global, suporte GTK + 3 para todos os temas suportados, bem como Software Boutique e refinamentos da tela de boas vindas do Ubuntu MATE.

Sem dúvida, o MATE 1.20, o ambiente de trabalho padrão do Ubuntu MATE 18.04 LTS, é a sensação do momento, oferecendo dezenas de melhorias GTK + 3, melhorias para MATE Themes, MATE Sensors Applet, MATE Screensaver, MATE Panel, MATE Terminal e muitas outras novidades.

O Ubuntu MATE 18.04 LTS, que deve ser lançado no dia 26 de abril como uma variação oficial do Ubuntu 18.04 LTS (Bionic Beaver), e contará também com o menu MATE HUD e o famoso menu Brisk só que atualizado.

Emanuel Negromonte
Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.

Ubuntu rolling release? Como assim?

Previous article

Ubuntu, Arch e Fedora são afetados por vulnerabilidade no kernel

Next article

You may also like

More in Notícias