in

Valve lançou SteamVR 1.7 com melhorias para Linux

A atualização 1.7 traz uma nova visualização da RV, ícones atualizados e mais.

Valve lançou SteamVR 1.7 com melhorias para Linux

A Valve continua com seus projetos de jogos de código aberto. Ela reuniu muitas atualizações em todas as versões beta recentes de seu novo SteamVR, para realidade virtual. Este novo SteamVR 1.7 foi lançado também com melhorias para Linux com o objetivo de trazer mais e melhor experiência na Realidade Virtual.

Com as atualizações atuais, você ganha em experiência do usuário, pois tudo foi simplificado para ter mais facilidade de uso.

Além disso, há também uma nova visão aprimorada da tela VR.

SteamVR 1.7 com melhorias para Linux

Essa nova alteração inclui uma nova nova pré-visualização e um modo de tela cheia.

Vários ícones também foram atualizados e traz melhorias para o alto suporte a DPI e outras pequenas alterações.

Na mesma linha, agora existe uma nova configuração de controle de brilho para que possa ser configurada a partir do casco para o Valve Index HMD.

O firmware foi atualizado para melhorar alguns problemas anteriores com o screendoor.

Obviamente, um grande número de bugs que estavam nas versões anteriores do SteamVR, SteamVR Home, SteamVR Input, Lighthouse etc. foram corrigidos nas várias plataformas para as quais o SteamVR foi lançado.

Além disso, eles não esqueceram o mundo Linux, a experiência do SteamVR 1.7 para distribuições também foi aprimorada.

Algumas dessas alterações no Linux incluem vários problemas corrigidos que afetavam o desempenho, melhorias na função IVRCompositor::GetFrameTiming() que relatavam dados incorretos quando o modo assíncrono estava ativado.

Corrigido o bloqueio que ocorreu quando o modo assíncrono foi ativado, assim a utilização da CPU é reduzida quando a re-projeção assíncrona está desabilitada e outro bloco durante a inicialização.

Portanto, se você deseja fazer o download e experimentar o Valve SteamVR, pode fazê-lo no link do projeto.

Em suma, você já sabe que é compatível com vários óculos de realidade virtual, como o Valve Index, Windows Mixed Reality e também os populares Oculus Rift e HTC Vive.

Fonte: LinuxAdictos/Steam

Escrito por Fabiano Rodrigues

Usuário de Linux desde o Kurumin; servidor público, tecnólogo em análise e desenvolvimento de sistemas, amante de software livre e de código aberto; apaixonado por jogos, louco por rock e heavy metal, filmes e seriados.

Vale a pena contratar suporte para software open source?

Vale a pena contratar suporte para software open source?

Clear Linux da Intel atualiza otimiza GNOME 3.34

GNOME 3.34 é oficialmente lançado