in

Vendas de smartphones devem sofrer a pior queda de todos os tempos

A consultoria Gartner previu que as vendas de celulares terão seu pior declínio neste ano.

Vendas de smartphones devem sofrer a pior queda de todos os tempos

A empresa de pesquisa avalia que as vendas de smartphones cairão em cerca de 68 milhões de unidades este ano. O valor representa uma queda de 3,8% em relação ao ano passado. A razão, como qualquer um pode imaginar, é que a inovação estagnou. Além disso, como os aparelhos são rápidos o suficiente, há menos motivos para atualizar. Principalmente com os preços cada vez mais altos que são cobrados. Portanto, as vendas de smartphones devem sofrer a pior queda de todos os tempos.

O atual mercado de celulares de 1,7 bilhão de remessas está cerca de 10 por cento abaixo dos 1,9 bilhão de embarques alcançados em 2015, disse Ranjit Atwal, diretor de pesquisa do Gartner. Se os telefones celulares não fornecerem novas utilidades, eficiência ou experiências significativas, os usuários não os atualizarão e, consequentemente, aumentarão o tempo de vida desses dispositivos.

Bom para o planeta

Vendas de smartphones devem sofrer a pior queda de todos os tempos

Essa é uma notícia moderadamente boa para o planeta. São menos recursos naturais a serem explorados e, é claro, menos lixo tecnológico a ser colocado na Terra. Porém, os acionistas do planeta apitam muito pouco sobre essas coisas. Então esperem que as empresas busquem transformar essa tendência o mais rápido possível.

A Gartner calcula que as empresas lançarão 5G para tentar resolver o problema. Da mesma forma, prevê que, até 2023, aparelhos com 5G terão ultrapassado o ponto de inflexão e representarão 51% das vendas. É um aumento considerável em relação aos 6% previstos para o próximo ano.

Vendas de smartphones devem sofrer a pior queda de todos os tempos mas há esperanças

Em outros lugares, o Gartner prevê embarques de PCs tradicionais (queda de 195 milhões para 187 milhões) e ultramobiles básicos (queda de três milhões para 146 milhões). No entanto, é esperado um leve crescimento no mercado de ultramóveis premium (alta de quase seis milhões para 70 milhões). O Gartner define “ultramobiles” como “uma categoria de dispositivos de computação leve de médio porte, que inclui tablets, PCs finos e leves e conversíveis”, se isso não fosse exatamente claro. 

Talvez este relatório leve a mais inovação? Muito provavelmente provavelmente, nós apenas obteremos processadores mais rápidos e mais lentes de câmera.

Fonte

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Pango 1.44 está chegando graças ao revival dos desenvolvedores do GNOME

Pango 1.44 está chegando graças ao revival dos desenvolvedores do GNOME

Como saber a diferença entre o apt-get upgrade, o apt-get dist-upgrade e o do-release-upgrade

Como saber a diferença entre o apt-get upgrade, o apt-get dist-upgrade e o do-release-upgrade