in

Versão final do Red Hat Enterprise Linux 7 lançada

A Red Hat acaba de lançar o Red Hat Enterprise Linux 7.7.

Red Hat vai melhorar gerenciamento térmico da CPU no Fedora 32

Com quase um terço de todos os servidores executando o Red Hat Enterprise Linux (RHEL, a versão final da plataforma RHEL 7 é um grande negócio. É claro que, após a aquisição da IBM, a Red Hat não é mais apenas sobre Linux. Estamos falando, principalmente, do suporte à nuvem. Esta última versão, o RHEL 7.7 destaca isso com seu suporte híbrido e multicloud embutido. Então, a versão final do Red Hat Enterprise Linux 7 lançada.

Versão final do Red Hat Enterprise Linux 7 lançada

No entanto, primeiro, vamos revisar o RHEL 7.7. De agora em diante, o RHEL 7.7 passa para a fase de manutenção I dentro do ciclo de vida de 10 anos do RHEL. A Fase de Manutenção I enfatiza a manutenção da estabilidade e confiabilidade da infraestrutura para sistemas de produção. Versão final do Red Hat Enterprise Linux 7 lançada

Versões menores futuras serão todas sobre correções de segurança e estabilidade.

Novos recursos somente na versão 8

Se você quiser novos recursos, você deve verificar o RHEL 8. Então, quando você quiser fazer isso, a Red Hat oferece ferramentas de migração. Estão incluídos upgrades para mudar do RHEL 7.x para o RHEL 8. Você não precisa se sentir pressionado. Você será capaz de executar o RHEL 7 até 2024.

 

Talvez você não precise reinicializar sua instância do RHEL 7.7. Ele apresenta o suporte ao kernel Linux. Você pode usar isso para aplicar as atualizações do kernel para corrigir as vulnerabilidades e as exposições comuns (CVEs) críticas ou importantes.

Versão final do Red Hat Enterprise Linux 7 lançada

As atualizações mais importantes do RHEL 7.7 são o suporte para a última geração de hardware corporativo e correção para as vulnerabilidades ZombieLoad recentemente divulgadas.

Infelizmente, o RHEL não pode fazer nada sobre os problemas de chip da Intel. Isso significa que seus processadores ainda serão mais lentos em muitos trabalhos. Por outro lado, isso vale para todos os sistemas operacionais. 

Características da versão final do Red Hat Enterprise Linux 7 lançada

O último RHEL 7 também inclui aprimoramentos de desempenho de rede. Com esta versão, você pode descarregar operações de comutação virtuais para hardware da placa de interface de rede (NIC). 

O que isso significa?

Versão final do Red Hat Enterprise Linux 7 lançada

Se estiver usando comutação virtual e virtualização de função de rede (NFV), você verá melhor desempenho de rede em plataformas de nuvem e de contêiner, como Red Hat OpenStack Platform e Red Hat OpenShift.

Versão final do Red Hat Enterprise Linux 7 lançada

Os usuários do RHEL 7.7 também podem usar o novo disparador de problemas preditivos da Red HatRed Hat Insights. Isso usa uma abordagem de análise preventiva. É baseada em software como serviço (SaaS) para identificar, avaliar e mitigar possíveis problemas em seus sistemas antes que eles possam causar problemas.

Para ajudar os desenvolvedores nativos da nuvem, o RHEL 7.7 inclui suporte completo para o kit de ferramentas de contêiner distribuído da Red Hat: buildahpodman e skopeo,nas estações de trabalho RHEL. Depois de construir na área de trabalho, os programadores podem usar o Red Hat Universal Base Image  para criar, executar e gerenciar aplicativos contêineres em toda a nuvem híbrida. 

Como Stefanie Chiras, vice-presidente e gerente geral do RHEL, disse em um comunicado:

Como a nuvem híbrida toma conta de um ambiente de produção preferido para cargas de trabalho de missão crítica, manter a estabilidade e consistência em todas as pegadas de TI é fundamental.

O RHEL 7.7 já está disponível para assinantes atuais do Red Hat Enterprise Linux através do Portal do Cliente Red Hat . Confira. 

Fonte: ZdNet.

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

KDE já corrigiu a falha de segurança do Plasma

Plasma apresenta falha de segurança

Jogo Gloomhaven rodando no Linux?

Jogo Gloomhaven rodando no Linux