in

Wine 5.0 tem quase seis milhões de linhas de código

Vulkan 1.2.132 lançado como primeira atualização após o Vulkan 1.2.

Wine-Staging 5.17 adiciona mais patches para o Microsoft Flight Simulator 2020

O novo Wine 5.0 possui dados impressionantes e tem nada menos que quase seis milhões de linhas de código. Pelo menos é isto que mostram algumas estatísticas de desenvolvimento no Wine Git. Este é importante para saber qual a tendência e números do Wine 5.0. Certamente, isso deve despertar interesse dos usuários deste popular programa do Linux, que servbe principalmente para rodar jogos e aplicativos do Windows.

Ao executar o GitStats no repositório do Wine Git, agora são 135.558 commits de cerca de 1.586 autores diferentes, desde o código Wine mais antigo contando a partir do lançamento em 1993.

Wine 5.0 tem quase seis milhões de linhas de código

Wine 5.0 tem quase seis milhões de linhas de código

Durante o ano de 2019, a contagem de commit do Wine estava em um ponto muito alto desde 2012. O Wine em 2019 viu 7.373 commits que adicionaram 478.947 linhas de código e removeu 226.911 linhas. Os anos com o maior número de commits na história do Wine foram em 2008 ~ 2009. É ótimo que os números de 2019 sejam os mais altos em vários anos, provavelmente em parte graças à Valve e à CodeWeavers em seus trabalhos de melhorias nos jogos.

O colaborador mais assíduo do Wine no ano passado, sendo responsável por cerca de 17% dos commits foi Zebediah Figura, seguido pelo líder do Wine, Alexandre Julliard. Outros desenvolvedores do Wine em destaque em 2019 foram Julliard, Nikolay Sivov, Jacek Caban, Henri Verbeet e Michael Stefaniuc. Durante 2019, cerca de 142 autores diferentes tiveram commits fazendo parte Wine, valor levemente maior que o obtido em 2018.

A partir do Wine 5.0, a base de código chega a 5.708.955 e, com as tendências atuais, é possível ultrapassar seis milhões de linhas pelo Wine 6.0.

Mais estatísticas de desenvolvimento de vinhos podem ser encontradas aqui.

Vulkan 1.2.132 lançado como primeira atualização após o Vulkan 1.2

Após o lançamento do Vulkan 1.2 na semana passada, o Vulkan 1.2.132 foi lançado na terça-feira como o primeiro lançamento de manutenção desta importante revisão da API do Vulkan.

Com o Vulkan 1.2.132, não há novas extensões, mas várias correções na documentação e especificação como resultado de vários relatórios de erros públicos e privados. Isso garante a semântica correta do comportamento da API do Vulkan.

A lista completa do Vulkan 1.2.132 é alterada via GitHub.

Em uma semana, o Vulkan 1.2 começou bem com o suporte a drivers da NVIDIA no mesmo dia, o RenderDock 1.6 com o Vulkan 1.2 e até o Mesa 20.0 já oferece suporte ao Vulkan 1.2 com os drivers Intel ANV e Radeon RADV Vulkan.

A AMD do Windows também possui uma versão de suporte ao Vulkan 1.2 e, portanto, o próximo código do AMDVLK provavelmente oferecerá suporte semelhante.

Fonte: Phoronix

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.