Wireshark chega à versão 2.6

O analisador de tráfego Open Source Wireshark chega à versão 2.6 com muitas correções de bugs e algumas pequenas atualizações. Para quem não sabe, o Wireshark é um software de segurança e auditoria interna de tráfego., Portanto, com ele pode analisar os dados de uma rede em tempo real. Conheça mais detalhes sobre o Wireshark versão 2.6.

Correções do Wireshark 2.6

Wireshark chega à versão 2.6

  • Suporte para sequências de solicitações HTTP;
  • Suporte para arquivos DB MaxMind. A compatibilidade com os bancos de dados GeoIP e GeoLite Legacy foi removida;
  • A função de mapa de IP (o botão “Map” na caixa de diálogo “Endpoints“) foi removida;
  • Outras correções e suporte de protocolo atualizado.
Enfim, para mais informações, leia as notas de lançamento.

Além de tudo, o wireshark é um software multiplataforma. Assim, ele está disponível para o Gnu/Linux, o Mac OS X eo Windows. Portanto, é totalmente livre. Caso queira, você pode baixar o Wireshark no site oficial. Depois, basta escolher o sistema operacional.

Porém, se você é um usuário do Ubuntu, Linux Mint ou derivados, a instalação pode ser feita pelo terminal com o seguintes comandos:
sudo add-apt-repository ppa:wireshark-dev/stable
sudo apt-get update
sudo apt-get install wireshark

História

O Wireshark é o analisador de protocolo de rede mais conhecido e amplamente utilizado no mundo. Ele permite que você veja o que está acontecendo em sua rede em um nível microscópico. Igualmente. é bastante usado por empresas de pequeno, médio e grande portes, comerciais ou sem fins lucrativos.  Da mesma forma, é utilizado por agências governamentais e instituições educacionais.
O desenvolvimento do Wireshark prospera graças às contribuições voluntárias de especialistas em redes ao redor do mundo e é a continuação de um projeto iniciado por Gerald Combs em 1998.
Claylson
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Após multa bilionária, Android pode ser pago

Previous article

Como instalar o Lutris no Ubuntu, Debian e ter uma plataforma multi-games

Next article

You may also like

More in Notícias