X deve ser bloqueado na Europa. Musk não quer resolver problema de desinformação!

Jardeson Márcio
4 minutos de leitura

O Twitter, agora renomeado para X, passou por muitas mudanças desde que Elon Musk comprou a empresa. E agora, sem susrpresas, Musk supostamente pensa que pode ser mais simples bloquear o X na Europa, em vez de resolver o enorme problema da desinformação na plataforma.

O problema agora é tão grave que imagens de videogame foram consideradas cobertura noticiosa do ataque terrorista em Israel, e o próprio Musk tem promovido contas conhecidas por conteúdo racista e teorias de conspiração…

O enorme problema de desinformação da plataforma de mísia social X

Postagens no X sobre o ataque do Hamas a civis israelenses destacaram a extensão da confusão.

Em vez de serem mostradas informações verificadas e verificadas, os usuários do X foram apresentados a imagens de videogame apresentadas como imagens de um ataque do Hamas e imagens de celebrações de fogos de artifício na Argélia apresentadas como ataques israelenses ao Hamas. Havia fotos falsas do astro do futebol Ronaldo segurando a bandeira palestina, enquanto um vídeo de três anos da guerra civil síria foi reaproveitado para parecer que foi feito neste fim de semana.

O proprietário do X, Musk, não estava ajudando, direcionando os usuários para duas fontes de “notícias” que anteriormente haviam sido responsáveis ??por postagens falsas sobre uma explosão perto da Casa Branca.

Jornalistas e pesquisadores dizem que X é agora quase inútil como fonte de notícias. A verdade é que a plataforma parece ir de mal a pior.

x-deve-ser-bloqueado-na-europa-musk-nao-quer-resolver-problema-de-desinformacao

A União Europeia escreveu recentemente a Musk, lembrando-o das obrigações legais da empresa.

Desde o terrível e em grande escala ataque terrorista contra civis israelitas, as redes sociais têm sido infestadas de desinformação, vídeos fraudulentos e discursos de ódio anti-semitas – juntamente com publicações que glorificam o terrorismo. O problema é mais grave no X, a rede anteriormente conhecida como Twitter.

O comissário da UE, Thierry Breton, enviou esta semana uma carta urgente ao proprietário do X, Elon Musk, informando que grande parte do “conteúdo violento e terrorista” era ilegal e que a empresa não parecia estar removendo-o em tempo hábil, conforme exigido pela legislação da UE.

Musk pode bloquear X na Europa

Em vez de cumprir a lei europeia, o Business Insider afirma que Musk pode, em vez disso, bloquear o X na Europa.

Nas últimas semanas, Elon Musk sugeriu que o X poderia deixar de ser acessível na Europa para evitar uma nova regulamentação promulgada pela Comissão Europeia.

Musk está cada vez mais frustrado por ter que cumprir a Lei de Serviços Digitais, disse uma pessoa familiarizada com a empresa. A fonte acrescentou que o bilionário da Tesla, que adquiriu o Twitter há um ano por US$ 44 bilhões e o rebatizou para X, discutiu simplesmente remover a disponibilidade do aplicativo na região ou bloquear o acesso de usuários na União Europeia.

Os downloads e o uso do X caíram drasticamente sob a propriedade de Musk. A Apptopia relatou recentemente que a taxa de declínio está piorando, com os downloads caindo quase 30% entre julho e setembro, e o uso diário caindo até 40% em algumas regiões. Bloquear o aplicativo na Europa reduziria ainda mais o uso em cerca de 9%.

Share This Article
Follow:
Jardeson é Mestre em Tecnologia Agroalimentar e Licenciado em Ciências Agrária pela Universidade Federal da Paraíba. Entusiasta no mundo tecnológico, gosta de arquitetura e design gráfico. Economia, tecnologia e atualidade são focos de suas leituras diárias. Acredita que seu dia pode ser salvo por um vídeo engraçado.