Take a fresh look at your lifestyle.

As 10 Principais diferenças entre Debian e Red Hat

Neste artigo demonstramos as 10 principais diferenças entre Debian e Red Hat, focando principalmente em comandos e arquivos de configurações.

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Atualmente existem centenas de distribuições Linux na Internet para todos os gostos, cores e sabores. Mas a maioria delas são derivadas das distribuições Debian ou Red Hat. Por isso, neste artigo mostraremos as 10 principais diferenças entre Debian e Red Hat, focando principalmente em seus comandos e arquivos de configurações.


As 10 principais diferenças entre Debian e Red Hat


Antes de tudo, algumas notas:

Exemplos de distribuições baseadas em:

Veja também a Linha do tempo das distribuições Linux


1 – Instalação de pacotes

Certamente uma das principais diferenças entre estas famílias é que distribuições baseadas em Debian utilizam por padrão pacotes com a extensão .deb, já distribuições da família Red Hat utilizam pacotes com a extensão .rpm. Portanto, para a instalação destes pacotes utilizamos os comandos abaixo:

dpkg -i nome_do_pacote

rpm -i nome_do_pacote

2 – Gerenciador de pacotes

Além disso, para facilitar a instalação de pacotes e dependências (caso existam) temos softwares que administram esses pacotes e suas versões com canais diretos para seus desenvolvedores, também conhecidos como repositórios. Então para cada sistema utilizamos o devido gerenciador padrão:

apt-get

yum

Algumas distribuições da família Red Hat (Fedora e CentOS) utilizam atualmente o gerenciador de pacotes chamado DNF (Dandified yum), que é uma versão aprimorada do yum.
Outro gerenciador de pacotes que funciona nas duas famílias é o snappy.

3 – Arquivos com a versão da distribuição

Não só as distribuições têm nomes diferentes, como também os arquivos com as suas versões estão em arquivos diferentes. Por isso, para descobrir qual a versão da distribuição em uso, basta visualizar o conteúdo em:

/etc/debian_version

/etc/redhat-release

Outro comando interessante para visualizar a versão da distribuição é o “lsb_release -a“. Este comando é padrão em ambas as famílias.

4 – Arquivos relacionados a configurações de redes

A maioria das distribuições atuais utilizam o NetworkManager para administrar os recursos de rede no sistema operacional. Mesmo utilizando a mesma ferramenta, os arquivos de configuração de redes onde constam informações como IP, nome do dispositivo, máscara e gateway padrão ficam em locais completamente distintos:

/etc/network/interfaces

/etc/sysconfig/network-scripts/ifcfg-nome_do_dispositivo

Além disso, na família Debian toda a configuração é centralizada no arquivo /etc/network/interfaces. Já na família Red Hat as configurações são separadas por dispositivo, por exemplo /etc/sysconfig/network-scripts/ifcfg-eno1.

5 – Sudo e administração de usuários

Sudo é um comando que permite que usuários comuns executem determinados comandos com permissão de administrador (root). Assim, para adicionar um usuário ao grupo padrão do sudoers que permite a execução de todos os comandos como administrador, cada distribuição trabalha com diferentes grupos. Outro ponto interessante é que para a administração de usuários locais em distribuições Debian o comando mais utilizado é o adduser enquanto em distribuições Red Hat o comando mais utilizado é o useradd.

adduser nome_do_usuario sudo

useradd -aG wheel nome_do_usuario

7 – Editor de texto padrão

De acordo com cada família é utilizado um editor de texto padrão:

Lembrando que nada impede a instalação manual do nano em uma distribuição da família Red Hat nem o vi / vim em uma distribuição da família Debian!

8 – Kickstart

Kickstart é um método de instalação do sistema operacional de forma automatizada, assim toda vez que um sistema é instalado, é gerado um arquivo em /root/anaconda-ks.cfg. Então este arquivo possui todas as configurações utilizadas no momento da instalação do sistema operacional, como por exemplo pacotes, configuração de sistemas de arquivos e configurações de rede. O anaconda-ks.cfg pode ser inserido na tela de boot no momento da instalação do sistema operacional, assim evitando interação com o usuário. Leia mais sobre neste link do site da Red Hat (em inglês).

Não possui o Kickstart por padrão.

/root/anaconda-ks.cfg

9 – Firewall padrão

Firewall é o software responsável por filtrar pacotes trafegados pela rede. Então cada distribuição utiliza um firewall diferente por padrão:

iptables

firewalld

É possível utilizar o firewalld no Debian ou o iptables no Red Hat, mas é extremamente recomendável utilizar somente um deles (haverá conflito entre os firewalls).

10 – SELinux

Conforme nosso artigo, SELinux é um aprimoramento de segurança para o Linux, permite que usuários e administradores tenham controle sobre o acesso aos arquivos e módulos do sistema. Portanto para cada família o SELinux vem habilitado ou não.

Não vem com o SELinux instalado nem habilitado

SELinux instalado e configurado no modo Enforcing
/etc/sysconfig/selinux


Em resumo, neste artigo mostramos as 10 principais diferenças entre Debian e Red Hat. Então comente abaixo se ficou faltando mais algum comando ou configuração entre essas duas famílias tão utilizadas no mundo Linux.

Até a próxima.

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Comments