in

A Internet das Coisas pode ajudar o meio ambiente? – Parte I

Muitas áreas podem se beneficiar desse empreendimento da Internet.

A Internet das Coisas pode ajudar o meio ambiente? – Parte II
Foto: Reprodução / IoT Tech Trends.

Aparentemente, a Internet das Coisas (IoT, sigla em inglês) parece ser algo negativo para o meio ambiente, porque é feito de… coisas. Coisas que temos que fabricar, distribuir, alimentar com energia elétrica e descartar. A equação de impacto não é tão simples, pois um dos principais objetivos da IoT é otimizar o uso de recursos, o que realmente melhorará o ambiente.

Além disso, a IoT ecológica está fazendo tudo, desde salvar animais até construir fazendas mais verdes. Não há uma balança para nos ajudar a calcular se os benefícios superam os custos, mas se os desenvolvimentos atuais forem algum indicador, a IoT pode se tornar uma força inesperada para o bem do meio ambiente.

Como a IoT está prejudicando o planeta

A desvantagem mais óbvia da IoT é que a fabricação dos dispositivos que a compõem exige mineração, processamento, fabricação, transporte e outras atividades prejudiciais ao meio ambiente. Sozinho, um único sensor provavelmente não faz muito, mas bilhões deles podem causar estragos.

A Internet das Coisas pode ajudar o meio ambiente? – Parte I
Foto: Reprodução / IoT Tech Trends.

Dessa forma, quando o trabalho de um dispositivo IoT é concluído, o que acontece com ele? Talvez seja reciclado, ou talvez se aposente em um bom aterro sanitário em algum lugar. Adicionar um monte de baterias e resíduos de tecnologia ao nosso hábito de lixo já problemático não está favorecendo o planeta.

E esse é apenas o impacto físico visível. E quanto ao consumo de energia? Dispositivos de baixa potência com baterias de longa duração são ótimos, mas nem todos os dispositivos conectados são eficientes em termos de energia, e o grande número deles que estamos preparando para produzir e usar aumentará a nossa conta de luz.

Os dispositivos em si não são nem os verdadeiros vampiros de energia elétrica. Essa honra vai para os datacenters onde todas as informações geradas pela IoT são armazenadas e processadas. Armazenar vídeos e executar máquinas com Inteligência Artificial (IA) exige muita energia.

Estas são algumas desvantagens muito reais. Para ser justo, os problemas acima têm soluções em potencial, muitas das quais já estão sendo implementadas:

  • Reparos e reciclagem dos dispositivos IoT para reduzir o desperdício
  • Alimentar dispositivos com energia renovável sempre que possível
  • Datacenters avançados com fontes de energia renováveis

Mas essa não é a história toda.

IoT com eficiência de recursos

A Internet das Coisas consome muita energia, mas pode fazer ainda mais para economizar recursos. Como economizar energia também significa economizar dinheiro. Além disso, não faltam soluções de IoT e IA para otimizar a maneira como consumimos energia, água, gás e outros recursos.

A Internet das Coisas pode ajudar o meio ambiente? – Parte I
Foto: Reprodução / IoT Tech Trends.

Uma das peças centrais das modernas casas e prédios inteligentes é o controle inteligente do clima e dos serviços. Os sensores que podem detectar padrões de atividade e ajustar automaticamente as temperaturas e a iluminação não são apenas um luxo futurista, mas uma parte vital para garantir que apenas coloquemos energia nas coisas que estamos realmente usando.

Empresas como Nest, Enlighted, Embue, Greenvity, E.ON, Microsoft e outras estão trabalhando em soluções de gerenciamento para tudo, desde residências únicas a grandes edifícios de escritórios. Por fim, o objetivo é criar painéis de fácil acesso e IAs de gerenciamento de edifícios que possam nos ajudar a alertar sobre ineficiências e gerenciar automaticamente nossos sistemas elétrico, de calor, de luz e de água. Quando isso se tornar padrão, poderá ajudar a eliminar muita energia, água e gás desperdiçados.

Não são apenas termostatos e luzes inteligentes em jogo aqui. E se as luzes da rua só tivessem força total quando alguém se aproximasse? A Comlight fez isso na Noruega. E se os aquecedores de água pudessem descobrir quando é o melhor momento para aquecer, em vez de manter a água quente o tempo todo? Conheça a Shifted Energy.

Talvez as fábricas possam usar a IoT e a IA para rastrear motores funcionando ineficientemente e impedir desperdício de energia ou usar a tecnologia de gerenciamento de frota em veículos pesados que pode ajudar a reduzir a quantidade de tempo que passam ociosos.

Internet das Coisas e meio ambiente – futuro promissor!

Todas essas idéias já estão sendo implementadas de uma forma ou de outra e, considerando o quão significativo um pequeno aumento de eficiência pode ser para uma grande organização ou cidade, as mudanças incrementais podem ter um grande impacto.

Neste artigo, você viu a primeira parte da série sobre se a Internet das Coisas pode ajudar o meio ambiente.

Se gostou, não deixe de compartilhar!

Fonte: IoT Tech Trends

Leia também: Distros Linux usadas em dispositivos IoT

Escrito por Leonardo Santana

Astrônomo amador e eletrotécnico. Apaixonado por TI desde o século passado.

Robô enfermeiro vai trabalhar em hospitais

Robô enfermeiro vai trabalhar em hospitais

google-maps-lanca-recurso-de-navegacao-para-motos

Como usar o Google Maps offline