in

Distros Linux usadas em dispositivos IoT

Neste artigo, veja quais são as distros Linux usadas em dispositivos da Internet das Coisas (IoT – Internet of Things, em inglês).

Conheça 6 programas de design gráfico para Linux
Conheça 6 programas de design gráfico para Linux.

Com os dispositivos IoT, temos a tendência de considerá-los simples quando na verdade não são. Até os dispositivos mais simples de IoT executam software para mantê-los funcionando. Além disso, a grande maioria deles está executando algum tipo de Linux.

Se você não conhece as distribuições Linux, elas usam o mesmo núcleo de sistema operacional, o Linux, e constroem ferramentas para atender a necessidades específicas. Desse modo, como os dispositivos IoT têm recursos limitados de hardware em comparação com os PCs, existem algumas distribuições destinadas a esse caso. Quer você esteja criando um projeto de Faça Você Mesmo ou apenas está curioso, compilamos uma lista das distribuições Linux mais conhecidas usadas em dispositivos IoT.

Yocto

O site do Yocto Project é inflexível em informar que não é uma distribuição Linux incorporada. Ele permite montar um sistema com exatamente o que você precisa e mais nada. Para dispositivos com restrição de hardware, isso é importante.

Distros Linux usadas em dispositivos IoT
Logo do Yocto Project. Imagem: Yocto Project.

Construído com base no OpenEmbedded Project, o Yocto adiciona diferentes camadas ao projeto. Isso permite que os desenvolvedores adicionem uma GUI, middleware e outros recursos, conforme necessário.

Android Things

Como o nome indica, o Android Things é construído sobre o sistema operacional Android, mas destina-se a dispositivos IoT. Isso está parcialmente por trás da enxurrada de dispositivos no mercado com o Google Assistant embutido. Depende de dispositivo para dispositivo, mas se você tiver um alto-falante inteligente com o Google Assistant embutido, ele poderá estar executando o Android Things.

Distros Linux usadas em dispositivos IoT
Logo do Android. Crédito da imagem: Google.

Além de sua popularidade entre os fabricantes, o Android Things também é popular entre os entusiastas de Faça Você Mesmo. O sistema operacional roda em hardware popular, como o NXP i.MX7D e Raspberry Pi 3B.

Ubuntu Core

O principal Ubuntu é tão popular que, mesmo que o Linux não lhe seja familiar, você provavelmente já ouviu falar dele. O Ubuntu Core é uma versão simplificada do sistema operacional destinada a ser executada em sistemas embarcados como dispositivos IoT.

Distros Linux usadas em dispositivos IoT
Logo do Ubuntu Core. Crédito da imagem: Canonical.

Um dos principais objetivos do Ubuntu Core é a segurança. Todo o sistema foi projetado para ser o mais seguro possível, com assinaturas digitais persistentes e pacotes imutáveis. Isso está se tornando cada vez mais importante conforme recebemos mais dispositivos de IoT em nossas casas.

Raspbian

Se você já mexeu em um Raspberry Pi, o Raspbian provavelmente é familiar para você. O Raspbian é construído sobre o Debian e foi desenvolvido especificamente para o hardware Raspberry Pi. Isso pode não chegar a muito hardware de consumidor, mas é um grande sucesso entre os entusiastas.

Distros Linux usadas em dispositivos IoT
Logos do Raspbian e do Debian. Créditos das imagens: Raspbian / Debian.

Com o Raspbian e o hardware barato do Raspberry Pi, você pode criar qualquer coisa, desde sensores simples a projetos mais avançados.

Debian

Debian é a distribuição Linux em que várias outras distros, como Ubuntu e Raspbian, são baseadas. Um subprojeto, o Debian Tinker, pega o Debian e o modifica para rodar em uma variedade de sistemas diferentes. Um deles é o espaço da IoT. Outros usos incluem a modificação de smartphones e outros projetos divertidos.

Distros Linux usadas em dispositivos IoT
Logo do Debian. Crédito da imagem: Debian.

O Debian não é o mais popular ou uma das distros Linux mais fáceis de usar para dispositivos IoT, mas vale a pena mencionar por causa de sua influência. Também é um ótimo lugar para começar, se você deseja construir um sistema mínimo do zero.

Conclusão

As distros acima são apenas alguns exemplos. Obviamente, qualquer distribuição Linux pode ser executada em dispositivos IoT com modificações, mas esses são alguns bons pontos de partida. Por fim, tenha em mente que o Linux também não é o único sistema operacional que pode alimentar esses dispositivos.

Se gostou deste artigo sobre distros Linux, não deixe de compartilhar!

Fonte: IoT Tech Trends

Leia também: Como dispositivos IoT poderiam abrir mão de baterias

 

Escrito por Leonardo Santana

Astrônomo amador e eletrotécnico. Apaixonado por TI desde o século passado.

Lançado o PulseAudio 13 com suporte a Dolby TrueHD e DTS-HD Master Audio

Lançado o PulseAudio 13 com suporte a Dolby TrueHD e DTS-HD Master Audio

Qualcomm paga à TDK 3,1 bilhões de dólares para possuir o empreendimento front-end de 5G RF

Qualcomm paga à TDK 3,1 bilhões de dólares para possuir o empreendimento front-end de 5G RF