in

A Purism conseguiu executar o KDE Plasma Mobile no Librem 5

A empresa comemora o sucesso dos testes, e o Librem 5 esta quase pronto!

librem-5-pc-convergencia-2017-purismo

 

A Purism uma empresa conhecida por vender notebooks com Linux ao redor do mundo, declarou ontem que conseguiu executar o KDE Plasma Mobile no Librem 5. Foram feitos alguns testes e o resultado foi divulgado em um relatório que agora é público, sobre o êxito.

O sistema que o Librem 5 terá é o PureOS que é baseado no Debian e terá o famoso ambiente gráfico KDE plasma Mobile, cuja parceria com o projeto KDE já havia sido divulgada anteriormente. O Librem 5 ainda esta no “forno”, mas logo ele deve ficar disponível para venda, e será definitivamente o primeiro smartphone onde uma distribuição puramente GNU/Linux será embarcada.

O PureOS é baseado no Debian Testing e terá o famoso Wayland e Weston, se você achou estranho estes nomes nós fizemos um artigo explicando o que é o Wayland e o Weston. Depois destes testes, já estamos ansiosos para ver a versão final do Librem 5 com tudo funcionando adequadamente.

O projeto passou por alguns problemas, inclusive o protocolo zwp_linux_dmabuf  ainda não está funcionando no KDE Plasma, o que causou alguns problemas com a tela do Librem 5, mas podem ficar tranquilos que várias correções foram criadas e estão sendo aplicadas para identificar qual delas é a solução final, um cuidado especial para que os consumidores não venham ter problemas.

 

Para quem esta de olho no Librem, a Purism disse que o prazo para lançamento do smartphone será 2019, inclusive este prazo já havia sido informado anteriormente. Bom, qualquer novidade voltaremos a postar.

Se você precisa de mais informações, confira o relatório completo com todos os detalhes do testes do Librem que foram feitos ontem, terça-feira clicando no botão abaixo:

Relatório – Librem 5

Escrito por Emanuel Negromonte

Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.

vulnerabilidades em processadores AMD

Descobertas vulnerabilidades em processadores AMD que podem inutilizar o computador

Canonical lança Ubuntu 18.04.1 LTS

Novas instalações do Ubuntu serão mais rápidas