in

Blender, como instalar no Ubuntu, Linux Mint, Fedora, Mageia, Debian, enfim, no Linux!

Tenha uma poderosa solução para modelagem, animação, texturização, composição, renderização, edição de vídeo e criação de aplicações interativas em 3D!

O Blender é uma potente suite de animação, modelagem, criação interativa, pós-produção, com suporte para uma grande quantidade de formatos de arquivo. Não há como discordar que o Blender é um dos melhores aplicativos para profissionais que atuem com modelagem 3D, animação, design de jogos e renderização de imagens.

Leve, gratuito e recheado de recursos exclusivos, o programa chama a atenção pelo alto número de possibilidades de customização em sua interface; característica extremamente importante para utilizadores iniciantes.

A nova atualização traz funções bem interessantes e melhorias facilmente perceptíveis. As ferramentas de impressão 3D, por exemplo, mostram que a Blender Foundation está realmente se preocupando em atualizar-se com as novidades do mercado tecnológico: caso você já conte com uma impressora tridimensional, já é possível usar o software para desenvolver detalhadamente seus objetos e projetos.

Seja você um profissional experiente ou um estudante na área de computação gráfica, não deixe de conferir as funcionalidades do Blender.

Nota: Há dois métodos de instalação abaixo, o primeiro para distribuições baseadas no Ubuntu, para este modelo vamos utilizar a PPA. No entanto,  o segundo modelo é via Git, neste caso, é possível instalar o Blender no Linux, ou seja, em qualquer distribuição. Pois vamos, utilizar o código e todos os recursos disponibilizado pela equipe do Blender, neste caso é o recomendado.

Como instalar o Blender no Ubuntu, Linux Mint, Fedora, Mageia, Debian, enfim, no Linux!

Para instalar no Ubuntu e derivados, vamos utilizar uma PPA, para isso execute os comandos abaixo:

$ sudo add-apt-repository ppa:thomas-schiex/blender
$ sudo apt-get update
$ sudo apt-get install blender

Para remover, execute:

$ sudo apt-get remove blender

Para instalar o Blender no Linux, execute os comandos abaixo, linha por linha. O processo de instalação pode ser um pouco demorado, pois vamos baixar todo o código e compilar. Lembre-se que a demora vai depender da velocidade da sua conexão e da capacidade de processamento da sua máquina.

$ mkdir ~/blender-git
$ cd ~/blender-git
$ git clone http://git.blender.org/blender.git
$ cd blender
$ git submodule update --init --recursive
$ git submodule foreach
$ git pull --rebase origin master
 

Depois, continue com os seguintes comandos:

$ git pull --rebase

$ git submodule foreach git pull --rebase origin master

De acordo com o seu gerenciador de pacotes instale as dependências, no caso abaixo vamos instalar utilizando o gerenciador de pacotes do Debian, mas o nome dos pacotes são os mesmos em qualquer repositório. Perceba que o comando abaixo esta como ROOT, mas você pode usar o sudo também, antes do comando.

# apt-get update; sudo apt-get install git build-essential
Em seguida:

$ cd ~/blender-git

$ ./blender/build_files/build_environment/install_deps.sh
Vamos agora compilar utilizando o cmaker:

# apt-get install cmake cmake-curses-gui
Depois:

$ cd ~/blender-git/blender

$ make
Atualizando a compilação:

$ cd ~/blender-git/blender

$ make update

$ make
Pronto, o caminho para criar atalhos ou se não aparecer no menu da sua distribuição é:

$ /home/seuusuario/blender-git/build_linux/bin/blender

como-instalar-blender-no-linux-ubuntu-debian-fedora-mageia

Pronto! O Blender foi instalado com sucesso no Linux!

Escrito por Emanuel Negromonte

Fundador do SempreUPdate. Acredita no poder do trabalho colaborativo, no GNU/Linux, Software livre e código aberto. É possível tornar tudo mais simples quando trabalhamos juntos, e tudo mais difícil quando nos separamos.

Wine 4.10 tem melhor suporte a drivers Plug & Play

Wine 4.6 é lançado

Kernel Linux 5.3-rc4 é lançado

Para Linus Torvalds, Facebook, Twitter, Instagram são ‘latas de lixo’