Hoje é:07/03/2021
Cai participação do Windows e Chrome OS desbanca Linux e macOS

Cai participação do Windows e Chrome OS desbanca Linux e macOS

O Windows continua na liderança entre os sistemas operacionais mais usados no mundo e, em segundo lugar, o Chrome OS desbanca Linux e macOS. O sistema do Google possui, assim, uma importante posição, uma vez que roda em máquinas específicas. Além disso, é capaz de rodar aplicativos Android e do próprio Linux.

No entanto, o Chrome OS só alcançou esta posição em 2020. Portanto, o ranking pode estar intimamente ligado à pandemia. Isso é o que dizem os números da empresa de analistas IDC, que, conforme relatado no Geekwire, se baseia em como os Chromebooks do Google superaram os computadores da Apple na maior parte do ano. Vale ressaltar, portanto, que isso diz respeito a dispositivos vendidos já com os sistemas operacionais, portanto, OEM.

Embora o Windows continue sendo o líder indiscutível, tanto o macOS quanto o Chrome OS aumentaram sua participação de mercado de forma significativa e consistente ao longo de 2020. Entretanto, o sistema do Google pela primeira vez ultrapassou o Mac para se posicionar como o segundo mais usado em desktops. Chama a atenção, assim, que o mesmo não tenha ocorrido com o Linux.

Chrome OS supera o Mac com ajuda do Windows

Cai participação do Windows e Chrome OS desbanca Linux e macOS

O Chrome OS subiu 4,4 pontos, de 6,4% da participação de mercado em 2019 para 10,8% em 2020, Por outro lado, o macOS subiu apenas 0,8 pontos, passando de 6,7% de share em 2019 para 7,5% em 2020. No entanto, ambos os sistemas tiveram crescimento durante o ano, enquanto o Windows caiu 4,9 pontos, passando de 85,4% em 2019 para 80,5% em 2020.

A tendência começou a mudar durante o segundo trimestre de 2020, quando o Chrome OS começou a capturar mais participação de mercado do que o macOS pela primeira vez, e foi o caso nos três trimestres seguintes. Basicamente, graças ao fato de que mais Chromebooks da Acer, Asus, Dell, HP e Lenovo foram vendidos do que PCs feitos pela Apple.

Uso de Windows despenca

É também importante referir que pela primeira vez o Windows atingiu menos de 80% do market share, permanecendo em 76,7% no último trimestre de 2020.

As razões são provavelmente uma mistura de choque que o fornecimento de PCs sofreu com a crise do COVID-19. Além disso, o enorme aumento na demanda por PCs durante o bloqueio e o preço mais baixo e acessível dos Chromebooks.

Faz sentido que a Microsoft esteja apostando mais do que nunca no futuro com o novo Windows 10X, que basicamente seria sua resposta ao Chrome OS. O sistema foi inicialmente planejado para computadores de tela dupla. Contudo, a Microsoft acabou confirmando que virá para dispositivos de tela única. Infelizmente, seu lançamento continua em atraso.

O Windows 10X ofereceria muitas das vantagens do Chrome OS. Entretanto, seria um sistema em nuvem mais leve para uma nova série de dispositivos inovadores com suporte para aplicativos Win32. Isso é algo que o colocaria muito acima do nível de produtividade do que oferece o Chrome OS, que é basicamente o navegador do Google com alguns extras. 

Genbeta

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *