in

Canonical usa Mir para trazer o Flutter ao Wayland

Veja mais novidades em relação ao Flutter.

Canonical usa Mir para trazer o Flutter ao Wayland

Na semana passada, a Canonical e Google anunciaram que estavam trabalhando juntos para trazer o kit de ferramentas de aplicativos Flutter para o Ubuntu e ao Linux como um todo. O Flutter é o kit de ferramentas de interface do usuário de código-fonte aberto e multiplataforma desenvolvido pelo Google para uso do Android ao Linux e iOS e Fuschia, bem como para interfaces da Web. Além da Canonical trabalhar no desenvolvimento do Flutter Linux por meio dos pacotes Snap no Ubuntu, também está trabalhando em trazer a Flutter para Wayland. Neste caso, a Canonical usa Mir para trazer o Flutter ao Wayland. Para quem não sabe, nos último anos, o Mir focou no Wayland e não em se tornar um concorrente.

Neste fim de semana, William Wold, da Canonical, que faz parte da equipe Mir há um tempo, compartilhou que o suporte ao Flutter Wayland está em desenvolvimento. Embora o Flutter no Linux confie no GTK para janelas, agora ele suporta apenas o uso no X11.

Canonical usa Mir para trazer o Flutter ao Wayland

Canonical usa Mir para trazer o Flutter ao Wayland

Wold observou no discourse do Ubuntu que o Flutter for Wayland ainda não está pronto para uso do usuário final. No entanto, eles possuem uma demonstração básica do Flutter agora sendo executada nativamente no Wayland por meio do Mir.  O suporte do Mir para Wayland seria um dos primeiros projetos de código aberto bastante importantes para essa compatibilidade.

Flutter é a estrutura de interface do usuário do Google para criar apps no iOS, Android, Fuchsia, Web e agora mais aplicativos de desktop. A promessa do Flutter é que os desenvolvedores possam segmentar várias plataformas com uma única base de código. 

Os desenvolvedores puderam usar a estrutura Flutter UI do Google no hardware Linux para criar aplicativos para iOS e Android. Entretanto, agora os desenvolvedores também podem usar o Flutter para criar aplicativos Linux e distribuí-los na Snap Store da Canonical. 

Escrito por Claylson Martins

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.