Chrome 113 terá WebGPU por padrão

A versão 112 do navegador acaba de sair.

Claylson Martins
3 minutos de leitura

A versão estável do Chrome 112 acaba de sair esta semana. Porém, os trabalhos não param e o Chrome 113 já apresenta muitas novidades, embora esteja apenas na versão beta. A grande novidade é que o Chrome 113 terá WebGPU por padrão. Isso parece ser, para muitos, um bom motivo para aguardar o próximo lançamento do navegador Google Chrome.

Assim, o Google está finalmente pronto para fornecer suporte a WebGPU! O WebGPU fornece a API de gráficos 3D de alto desempenho de próxima geração para a web.Com o lançamento estável do Chrome 113 no próximo mês, o plano é ter WebGPU disponível pronto para uso para esta nova API de gráficos da web.

Embora nessa versão o Google esteja limitando-o ao ChromeOS, macOS e Windows … Sim, o Google diz que outras plataformas como o Linux serão lançadas no final do ano.A API WebGPU é mais parecida com Direct3D 12, Vulkan e Metal em comparação com o WebGL existente derivado do OpenGL (ES).

Chrome 113 terá WebGPU por padrão

WebGPU é uma nova API para a web, que expõe recursos de hardware modernos e permite operações de renderização e computação em uma GPU, semelhante ao Direct3D 12, Metal e Vulkan. Ao contrário da família de APIs WebGL, WebGPU oferece acesso a recursos de GPU mais avançados e fornece suporte de primeira classe para cálculos gerais na GPU.

A API foi projetada com a plataforma da Web em mente, apresentando uma API JavaScript idiomática, integração com promessas, suporte para importação de vídeos e uma experiência de desenvolvedor refinada com ótimas mensagens de erro.Esta versão inicial do WebGPU serve como um bloco de construção para futuras atualizações e aprimoramentos. 

A API oferecerá recursos gráficos mais avançados e os desenvolvedores são incentivados a enviar solicitações de recursos adicionais. A equipe do Chrome também planeja fornecer acesso mais profundo aos núcleos shader para ainda mais otimizações de aprendizado de máquina e ergonomia adicional em WGSL, a WebGPU Shading Language.

Enquanto isso, o Firefox e outros navegadores continuam trabalhando no suporte à API W3C WebGPU.

Mais detalhes sobre os planos do Chrome 113 em torno da WebGPU por meio do blog do desenvolvedor do Chrome. O rascunho de trabalho da WebGPU pode ser encontrado em W3.org.

Share This Article
Follow:
Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão. Nas horas não muito vagas, professor, fotógrafo, apaixonado por rádio e natureza.