Chrome 90 lançado com codificação AV1 e novas APIs

O Google promoveu oficialmente o Chrome 90 para seu canal estável como a atualização de recurso mais recente para seu navegador de plataforma cruzada. Assim, o novo Chrome 90 foi lançado com codificação AV1 e novas APIs.

O que mais nos entusiasma com o Chrome 90 é o suporte de codificação AV1 agora em vigor, com o caso de uso principal sendo o uso de WebRTC. O Chrome está usando o codificador libaom de referência para codificação AV1 baseada em CPU e com hardware poderoso o suficiente pode ser usado para videoconferências em tempo real.

A equipe do Chrome tem o prazer de anunciar a promoção do Chrome 90 para o canal estável para Windows, Mac e Linux. Isso acontecerá nos próximos dias / semanas.

O Chrome 90.0.4430.72 contém uma série de correções e melhorias – uma lista de alterações está disponível no  log . Fique atento para as próximas  postagens do blog do  Chrome  e do  Chromium sobre novos recursos e grandes esforços realizados em 90

Chrome 90 lançado com codificação AV1 e novas APIs, além de outros detalhes

Chrome 90 lançado com codificação AV1 e novas APIs

O Chrome 90 também tem uma série de novas APIs de desenvolvedor, trabalho contínuo de WebXR, interpolação de proporção de aspecto CSS, pseudo classes de estado personalizado, suporte CSS “overflow: clip”, manipulação de exceção WebAssembly e outras adições.

A lista de correções de segurança para o Chrome 90 pode ser encontrada no blog de lançamento do Chrome. Uma análise detalhada das mudanças do desenvolvedor e do usuário no Chrome 90 pode ser encontrada em ChromeStatus.com.

Novo navegador será enviado de forma gradual

A nova versão do navegador começou a ser disponibilizada agora de forma gradual para os mais diversos sistemas operacionais, ou seja, Windows 10, macOS e Linux. Esta versão do browser é a primeira a carregar de forma automática todos as URLs através do protocolo HTTPS que é mais seguro.

Anteriormente, na versão 89 do Chrome, ao inserir a URL na barra de endereços, o navegador fazia primeiro o ping da versão HTTP (não segura) do site antes de redirecionar os usuários para a versão HTTP (segura). Após a atualização para a versão 90, o browser fará o ping da versão HTTPS do site ao invés do protocolo não seguro.

Em relação ao AV1, é preciso destacar que o recurso possui alguns aspectos positivos. Mesmo assim, por si só, não será o suficiente para melhorar a qualidade dos vídeos. Portanto, será necessário que o conteúdo esteja codificado em AV1 ao invés de H.264 (ou outros formatos) nos sites.

Via Phoronix

Artigos recentes

Artigos relacionados