in

Comandos de Terminal Linux de A a Z

Veja uma lista com alguns dos principais comandos de terminal para Linux.

Comandos de Terminal Linux de A a Z

Esta lista mostra uma compilação dos  Comandos de Terminal Linux, os quais atualizarei sempre que puder ou descobrir um novo comando e seu uso.

Comandos de Terminal Linux

Um guia completo para aprender tudo o que podemos fazer através do nosso console (mesmo que seja uma parte). Então, veja comandos de Terminal Linux de A a Z.

Comandos de Terminal Linux de A a Z

A

alias: cria um alias;
apropos: busca ajuda na página do manual (man -k);
apt-get: busca e instala pacotes de software (Debian/Ubuntu);
aptitude: busca e instala pacotes de software (Debian/Ubuntu);
aspell: verifica a ortografía;
awk: encontra e substitui texto, ordena/valida/indexa bases de dados.

B

basename:  Exibe diretórios e base de arquivos;
bash: GNU Bourne-Again SHell;
bc: linguagem de cálculo de precisão arbitrária;
bg: Enviar trabalho ou processo para o segundo plano;
break: sair de um loop;
builtin: Executar um shell integrado;
bzip2: Comprimir ou descomprimir arquivo(s).

C

cal: Mostrar um calendario;
case: Executar um comando de forma condicionada;
cat: Concatenar e exibir (na tela) o conteúdo de um ou mais arquivos;
cd: Trocar de diretório;
cfdisk: Gestor de Tabelas de Partição para Linux;
chgrp: Alterar a associação de um grupo;
chmod: Alterar permissões de acesso;
chown: Alterar o dono e o grupo de um arquivo;
chroot: Executar um comando com um diretório raiz diferente;
chkconfig: Serviços do sistema (nível de execução);
cksum: Imprimir o conteúdo da soma de verificação e do byte;
clear: Limpar a tela do terminal;
cmp: Comparar dois arquivos;
comm: Comparar dois arquivos ordenados linha por linha;
command: Execute um comando – ignorando as funções do shell;
continue: Continue com a próxima interação de um ciclo ou loop;
cp: Copia um ou mais arquivos para outro local ou rota;
cron: daemon para executar comandos programados ou programados;
crontab: Horário ou agendar a execução de um comando para um tempo específico;
csplit: dividir um arquivo em partes determinadas pelo contexto;
cut: dividir um arquivo em várias partes.

D

data: mostrar ou alterar a data e hora;
dc: calculadora;
dd: converter e copiar um arquivo, gravar em um dispositivo;
ddrescue: Ferramenta de recuperação de dados;
declare: declarar variáveis e atribuir atributos;
df: Mostrar o espaço livre em disco;
diff: Mostrar diferenças entre dois arquivos;
diff3: Mostrar a diferença entre três arquivos;
dig: DNS lookup;
dir: lista de diretórios brevemente conteúdo;
dircolors: Definir cores para ‘ls’;
dirname: Converte um nome de caminho completo em apenas uma rota;
dirs: mostra uma lista de diretórios acessados;
dmesg: Imprime mensagens do kernel e drivers;
du: Estima o espaço ocupado pelo arquivo.

E

echo: Exibe uma mensagem na tela;
egrep: Pesquisa em arquivo(s) para as linhas que correspondem a uma expressão estendida;
eject: Ejeta mídia removível;
enable: Ativa e desativa comandos internos do shell;
env: Variáveis de ambiente;
ethtool: Configuração de interface Ethernet;
eval: Avalia vários comandos/argumentos;
exec: Executa um comando;
exit: Sai do shell;
expect: Automatiza aplicações arbitrárias acessadas através de um terminal;
expand: Converter tabulações de caracteres para exportar espaços;
export: Definir uma variável de ambiente;
expr: Avaliar expressões.

F

false: sem sucesso, falsa;
fdformat: formatação de baixo-nível para disquetes;
fdisk: manipula partição de tabelas para Linux;
fg: enviar trabalho ou processo para o primeiro plano;
fgrep: pesquisa por linhas correspondem a uma seqüência de arquivo(s);
file: determina o(s) tipo(s) de arquivo;
find: encontra arquivos que correspondem a um critério desejado;
fmt: reformatar um parágrafo de texto
fold: cortar texto para ter uma largura específica.
for: expandir palavras e executar comandos
format: formatar discos ou fitas
free: mostra o uso da memória
fsck: verifica e repara a consistência do sistema de arquivos
FTP: protocolo de transferência de arquivos FTP
function: define funções macros
fuser: Identificar/Matar o processo que está acessando ou modificando um arquivo.

G

gawk: pesquisar e substituir texto em arquivo (s);
getopts: analisa parâmetros de posições
grep: pesquisa arquivos para linhas que correspondem ao padrão pesquisado
groupadd: Adiciona um grupo de usuários
groupdel: exclui um grupo
groupmod: modificar um grupo
groups: imprimir nome dos grupos que pertence a um usuário
gzip: comprime ou descompacta os arquivos nomeados.

H

hash: recupera o caminho completo de um argumento
head: exibe a primeira parte de um ou mais arquivos
help: exibe a ajuda de um comando integrado ao sistema.
history: exibe o histórico dos comandos executados
hostname: Imprime ou define o nome do sistema.

I

Iconv: converter caracteres de um arquivo
id: imprimeos IDs de usuário e grupo
if: executa um comando como condição
ifconfig: configurar uma interface de rede
ifdown: parar uma interface de rede
ifup: iniciar uma interface de rede
info: ler a informação documentos do sistema ou comandos
import: capturar uma tela do servidor X e salvar a imagem em um arquivo
install: copiar arquivos e definir atributos.

J

jobs: lista trabalhos ou processos ativos.
join: une linhas em um campo comum.

K

kill: interrompe um processo em execução
killall: para processos por nome.

L

less: mostra parte de um arquivo na tela de forma interativa
let: realiza contas em variáveis do shell.
ln: criar links simbólicos ou físicos entre arquivos
local: crie variáveis.
locate:  buscar arquivos
logname:  Imprime o nome da atribuição atual
logout: sai de uma sessão do shell.
look: exibe as linhas que começam com uma determinada string
lpc: programa de controle da linha de impressão
lpr: impressão off-line
lprint: imprime um arquivo
lprintd: aborta um trabalho de impressão
lprintq: listar a fila de impressão
lprm: remover trabalhos da fila de impressão
ls: listar informações sobre os arquivos
lsof: listar os arquivos abertos.

M

make: recompilar um grupo de programas
man: manual ou a ajuda de um comando
mkdir: criar um diretório
mkisofs: criar um sistema de arquivos híbridos ISO9660/Joliet/HFS
mknod: criar um bloco ou um arquivo especial de caracteres
more: exibe a saída em uma tela com pausas
mount: montar um arquivo de sistema
mtools:  manipular arquivos MS-DOS
mtr: diagnosticar redes (traceroute/ping)
mv: mover ou renomear arquivos ou diretórios
MMV: mover ou renomear arquivos ou diretórios massivamente

N

netstat: dar informações da rede
nice: prioriza um comando ou processo
nl: enumera as linhas (no início) de um arquivo
nohup: executar um comando imune a bloqueios
notify-send: enviar notificações de desktop
nslookup: consulta de servidores, de nomes de domínio de forma interativa.

O

open: abre um arquivo com seu aplicativo padrão
op: operador de acesso.

P

passwd: alterar a senha de um usuário
paste: mesclar linhas de arquivo
pathchk: ver disponibilidade de um nome de arquivo
ping: teste a conexão de rede
pkill: parar a execução de um processo
POPD: restaurar o valor anterior do diretório atual
pr: preparar arquivos para impressão
printcap: base de Dados da capacidade das impressoras
printenv: imprimir variáveis de ambiente
printf: formatar dados e imprimir.
ps: estado de processos no sistema
pushd: grave e altere o diretório atual
pwd: imprime o diretório atual.

Q

quota: mostrar limites e uso de disco
quotacheck: verificar um sistema de arquivos para uso de disco
quotactl: definir cotas de disco.

R

ram: criar um dispositivo de disco na memória
rcp: copiar arquivos entre duas máquinas
read: ler uma linha da entrada padrão.
readarray: Lê caminho padrão para um arranjo de tipo variável.
readonly: Marcar variáveis e funções como somente leitura
reboot: reinicie o sistema
rename: renomear arquivos
Renice: alterar a prioridade de execução de processos
remsync: sincronizar arquivos remotos via e-mail
return: sair de uma função shell
rev: reverter as linhas de um arquivo
rm: remove arquivo(s)
rmdir: remover diretório(s)
rsync: copiar arquivos local ou remotamente para sincronizar diretórios

 

S

scp: copiar arquivos remotamente de forma segura (usando ssh)
sdiff: mescla arquivos interativamente
sed: editor de fluxo de caracteres para filtrar e formatar texto
seq: imprime sequências numéricas
set: manipular variáveis e funções Shell
SFTP: protocolo  seguro de compartilhamento de arquivos (SFTP)
shift: alterar os parâmetros de posição
shopt: opções do Shell
shutdown: desligar ou reiniciar o Linux
sleep: delay por um tempo determinado
slocate: localizar arquivos
sort: escolher arquivos de texto
source: executa um comando de um arquivo.
split: dividir um arquivo em partes de um determinado tamanho
ssh: cliente SSH (Secure Client Shell) para chamar programas remotamente
strace: rastrear chamadas de sistema ou sinalizados
su: alterar o ID do usuário ou tornar-se superusuário (root)
sudo: executa um comando como outro usuário
sum: imprime a soma de verificação de um arquivo
suspend:  suspende a execução do shell atual.
symlink: cria um novo nome para um arquivo
sync: sincronizar dados em disco com memória.

T

tail: Mostra a última parte de um arquivo
tar: Tape ARchiver – compacta e descompacta arquivos
tee: redirecionar a saída a vários arquivos
test: verifica tipos de arquivos e compara valores
time: executa programas e resume o tempo e recursos ocupados
times: obter hora do sistema (tempo) e do usuário
touch: alterar a hora do registro de uso de um arquivo
top: listar os processos em execução no sistema e os recursos utilizados
traceroute: rastreia uma rota para um host
tr: traduzir ou excluir caracteres
true: nenhum efeito, valor verdadeiro, sucesso
tsort: executa uma ordem topológica
tty: imprime o nome do arquivo de entrada padrão de final stdin
type: descreve um comando.

U

ulimit: limitar recursos do usuário.
umask: arquivos do usuário máscara de criação de
umount: desmontar um dispositivo
unalias: remove um alias.
uname: Imprimir informações do sistema
unexpand: converte espaços personagens tablatura
uniq: remove linhas duplicadas nos arquivos listados
units: converte unidades de uma escala para outra
unset: renova variáveis ou nomes de função
unshar: descompacta arquivos de shell script
until: executa comandos (para encontrar erro)
Uptime: mostra quanto tempo o sistema tem funcionado
useradd: criar uma nova conta de usuário
userdel: exclui uma conta de usuário
usermod:  modifica uma conta de usuário
users: lista usuários atualmente conectados ao sistema
uuencode: codifica um arquivo binário
uudecode: decodifica um arquivo binário.

V

vdir: lista estendida de conteúdo(s) do diretório (`ls -l -b ‘)
vi: editor de texto
vmstat: reportar estatísticas de memória virtual

W

wait: esperar que um processo se complete
watch: executar/exibir um programa periodicamente
wc: imprime a contagem de bytes, palavras e linhas
whatis: imprime descrições de página demanual.
whereis:  pesquisa no $PATH nos manuais de comando e nos arquivos fontes de um programa
which:  busca $path do usuário por um arquivo de programa
while: executar comandos
who:  mostra todos os usuários conectados ao sistema
whoami: mostra ID e nome de usuário  (`id -un’)
wget: baixar páginas da Web ou arquivos via HTTP, HTTPS ou FTP
write: enviar uma mensagem para outro usuário.

X

xargs: utilidade de execução, passando lista (s) de argumentos
xdg-open: abre um arquivo ou URL com o aplicativo preferido pelo usuário.

Y

yes: Imprima uma string “yes” até que seja interrompida.

Outros

Execute um script de comando no shell atual
!!  Execute novamente o último comando
### Comment/Remark

Esperamos que você tenha aprendido os Comandos de Terminal Linux.

Fonte

Written by Claylson

Jornalista com pós graduações em Economia, Jornalismo Digital e Radiodifusão.

Governo russo adotará o GNU/Linux e deixará o Microsoft Windows

Governo russo adotará o GNU/Linux e deixará o Microsoft Windows

GParted 1.0 lançado após 15 anos

GParted 1.0 é lançado após 15 anos